AFAMA – É URGENTE ajudar!

0
28

Em 2014 o Tribuna das Ilhas esteve à conversa com a Associação Faialense dos Amigos dos Animais (AFAMA), uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública que foi constituída a 12 de março de 1999, com o intuito de colmatar uma lacuna existente na ilha do Faial: criar um “lar” para animais abandonados. Passados que estão quase dois anos voltamos a ouvir esta associação que, de momento se encontra em “apuros” e “grita” pela ajuda de toda a população faialense. A AFAMA, como foi revelado na última entrevista, tem por objetivo a “defesa e proteção dos animais com vista a melhorar por todas as formas ao seu alcance, as condições de vida destes”, no entanto as responsáveis pela gerência do canil contam que tem sido muito difícil manter e até cumprir este objetivo quando, por motivos de aumento do abandono de animais no Faial, têm de ter “ sete e oito cães no mesmo canil”. Desde 2014 o número de animais abandonados e/ou vadios na ilha do Faial cresceu, o que mostra que os faialenses não estão sensibilizados para os problemas inerentes a este tipo de atitude, nem têm responsabilidade para com os seus animais. Nesse sentido Maria Joana Cruz, presidente da AFAMA, revela que as pessoas têm plena consciência do ato que estão a cometer e mesmo assim fazem-no, visto que quando um animal é entregue ao Canil Municipal o seu destino, caso não seja adotado, que na maioria dos casos não o é, é o abate. A triste realidade da causa animal pede ação, é urgente fazer mais! Maria Joana revelou ao nosso semanário que “os pedidos de ajuda são diários, existem ninhadas deitadas no lixo todos os dias, pedido de resgates… chegou a hora de fazer ainda mais pelos animais abandonados, as boxes no canil encontram-se sobrelotadas e o canil municipal pede nos ajuda para irmos buscar os patudos mais novos e que não podem ficar num espaço destes com apenas 2 /3 meses de vida, mas infelizmente não conseguimos e esses animais seguem para abate” revelou com tristeza. Sedeada na Canada dos Arrendamentos, em Santa Bárbara, a associação alberga neste momento 124 animais, 91 cães adultos, 23 cachorros, nove gatos pequenos e um adulto. Entram no canil cerca de 14 animais por mês, e segundo a presidente, o padrão de abandono alterou, para pior, visto que agora é mais frequente “deixarem à porta” não só as ninhadas bem como a fêmea. A AFAMA é um grupo de pessoas que adora e que se preocupa com o bem estar dos animais e que luta diariamente contra este flagelo do abandono animal, tentando acudir ao máximo de casos e dar a mão aos apelos urgentes que infelizmente se multiplicam de dia para dia. Trabalham com pouquíssimos recursos e tentam ajudar ao máximo os animais com os quais se cruzam, contudo, não têm capacidade financeira nem logística para dar a mão a todos os casos que aparecem. Ao longo dos últimos anos, participou em campanhas e em causas animais tais como, o dia do animal, cãominhadas, campanhas de adoção, campanhas de esterilização, etc. As despesas dos animais que recuperam, das mais diversas situações, abandono, maus tratos, canil municipal, já são muitas, por isso a associação apela: “toda a ajuda que chegar é de facto uma ajuda preciosa para conseguirmos fazer face a todas as despesas urgentes”. Segundo as responsáveis “os cães parecem não perder a esperança de que os humanos sejam tão fiéis quanto eles foram no passado, apesar do trauma do abandono e maus tratos, aquando das visitas, abanam-se como que pedindo para serem adotados. O problema é que por mais que sobre amor, falta dinheiro e faltam sobretudo voluntários responsáveis e conscientes para dar conta de tudo e a sua ajuda pode fazer toda a diferença na vida destes animais”. A associação revela que sem o auxílio de voluntários a tarefa fica mais complicada, e pede aos faialenses “que ajudem, que doem uma hora do seu dia àqueles animais que com um passeio de 30 minutos ficam muito mais felizes”.