“Alteração da obra do Entreposto de Vila do Porto penaliza pescadores marienses” – Bárbara Chaves (PS/A)

0
24
DR/PS
DR/PS

A deputada do Partido Socialista eleita por Santa Maria, Bárbara Chaves, denuncia “os graves constrangimentos que estão a ser causados aos pescadores da ilha por causa da opção do atual Governo quanto à reabilitação do entreposto frigorífico que, como defendeu o PS/Açores, devia ter sido feita por fases sem inutilizar totalmente a estrutura” e questiona o executivo sobre que “prazos para resolver o problema e para apoiar os profissionais do setor”.

Bárbara Chaves lamenta que a empreitada de reabilitação no Entreposto Frigorífico de Vila do Porto, recentemente iniciada, tenha tido como consequência a inatividade total da estrutura: “Tudo isto teria sido evitado se o atual governo tivesse optado por fasear a empreitada, permitindo que o entreposto continuasse a funcionar de forma parcial, garantindo que ficaria sempre ativa uma das camaras frigoríficas, como estava previsto na anterior legislatura”.

Agora, adianta a deputada do PS/Açores, “os pescadores marienses estão impedidos de utilizar o porto de pesca de Vila do Porto para proceder a descargas de pescado no referido entreposto, o que na prática significa que estão impedidos de exercer a sua atividade o que representa graves prejuízos para vários agregados familiares que daqui retiram o seu sustento”.

Bárbara Chaves alerta para “a urgência de colocar à disposição dos pescadores marienses uma solução alternativa imprescindível para o seu trabalho” e defende que “que se impõe, por motivos de justiça, pugnar pela reparação dos danos causados com a suspensão da atividade do entreposto frigorífico de Vila do Porto”.

Nesse sentido, através de um requerimento entregue esta semana no Parlamento Açoriano, os deputados socialistas de Santa Maria questionam o executivo se “tem consciência dos efeitos decorrentes da inatividade do entreposto frigorífico de Vila do Porto e de quantos profissionais da pesca estão com a atividade suspensa pelo facto de estarem impossibilitados de efetuarem descargas no referido entreposto frigorífico”.

Os deputados pedem esclarecimentos urgentes sobre “qual a solução que o Governo Regional vai adotar para garantir que, enquanto decorrem as obras, será possível continuar a efetuar descargas de pescado no porto de Vila do Porto e para quando prevê o Governo Regional a implementação dessa eventual solução”. No entanto, querem também que o Governo confirme se “pondera apoiar os pescadores de Santa Maria, até que seja encontrada uma solução, e em que data concreta prevê o Governo que o entreposto frigorífico volte a estar em pleno e normal funcionamento”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO