AmArte já arrancou no Faial

0
14

Arrancou no passado sábado o projeto cultural “AmArte”, organizado pela Câmara Municipal da Horta em parceria com a empresa municipal Urbhorta e com as instituições culturais e artistas do concelho e que pretende promover a animação das freguesias e dos espaços públicos da ilha do Faial.

Trata-se, conforme anunciou José Leonardo Silva, de “um programa cultural inédito para desconfinar a arte e medir o pulso à cultura faialense. É um projeto que pretende ligar a cultura à vertente económica e social, mas que, acima de tudo, não descura a segurança de quem nele participa ou possa aderir”.

“É um projeto de todos e para todos, que vai envolver Filarmónicas, Grupos de Folclore, Grupos de Cantares e Grupos Corais, pelo que até final de 2020 teremos no Teatro este primeiro momento com as Bandas Locais, com mais de 130 artistas e 30 projetos musicais.

Assim, de setembro a dezembro de 2020, a Câmara Municipal pretende não só reabrir as portas do Teatro Faialense, seis meses depois de um confinamento forçado, mas sobretudo levar animação às freguesias da ilha e dinamização aos espaços de restauração locais.

“Com este projeto temos a possibilidade de mostrar que a cultura não esteve parada e que é sempre possível, mesmo com todas as regras de segurança e de distanciamento exigidos, dar alegria e vida aos nossos espaços públicos em torno da ilha”, afirmou José Leonardo Silva, explicando que os projetos e artistas que agora pretendam aderir ao Amarte terão, por outro lado, a possibilidade de contribuir para a dinamização económica local através da realização de atuações em espaços de restauração locais.

De referir ainda que o Teatro Faialense, cuja lotação foi reduzida para cumprir as regras de segurança exigidas pela Autoridade de Saúde, vai ainda ser palco de sessões de cinema. em eventos cujas receitas vão reverter para instituições do concelho.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO