ASPEA – Faial recebe curso de monitores do Projeto Rios

0
16
DR

A Sede do Núcleo ASPEA Açores no Centro Manuel de Arriaga foi palco do curso de monitores no âmbito do projeto Rios (PR).

Destinado a Técnicos, professores, profissionais em Educação Ambiental e coordenadores de grupos do Projeto Rios a formação teve como objetivo capacitar os participantes com competências para a realização de saídas de campo, bem como estimular a capacidade e conhecimentos suficientes para a conceção e programação de planos de ação para a adoção de troços de rios e ribeiras.

 

No passado fim de semana, dias 2 e 3 de novembro, o Faial recebeu, na Sede do Núcleo ASPEA Açores – Centro Manuel de Arriaga, mais um curso de monitores do projeto Rios (PR), coordenado a nível nacional pela Associação Portuguesa e Educação Ambiental (ASPEA).

Este projeto contou com o apoio do Fundo Ambiental e enquadrou-se no aviso “Educação Ambiental + Sustentável: Repensar Rios e Ribeiras”, no âmbito da Estratégia Nacional de Educação Ambiental – ENEA2020.

A formação teve como objetivo “capacitar os participantes com competências para a realização de saídas de campo, no âmbito das monitorizações do PR, dando a conhecer os materiais usados, enquanto auxiliares pedagógicos nas saídas de campo, assim como das ferramentas e da sua forma de utilização aquando das monitorizações”, avançou a organização numa nota enviada às redações.

O presente curso destinou-se a Técnicos, professores, profissionais em Educação Ambiental e coordenadores de grupos do PR que pretendem adotar ou auxiliar grupos na monitorização de um troço de rio ou ribeira e dispõem de certificados de formação para todos os participantes e, ainda, acreditação para Educadores e Professores (Registo nº CCPFC/ACC-92541/17).

“O Projeto Rios é um projeto que incentiva a adoção de troços de 500 metros de rios ou ribeiras por grupos locais organizados” e recorre “a uma metodologia de observação simples, mas rigorosa, de fácil aplicação e desenvolvimento, em que os grupos assumem a responsabilidade de vigilância e proteção do troço escolhido, contribuindo assim para a melhoria ambiental dos recursos hídricos, em geral, e para promoção de ações de melhoria do troço, em particular”, esclarece a ASPEA no mesmo documento.

A ASPEA avança ainda que com o lançamento destes cursos Joaquim Ramos Pinto, presidente da direção nacional da ASPEA, espera poder “melhorar o nível de conhecimento sobre as diversas temáticas ambientais abordadas no Projeto Rios, colocando os cidadãos no centro das ações de Educação Ambiental (EA) que ajudam no reconhecimento da importância dos nossos rios e ribeiras para o equilíbrio dos ecossistemas ribeirinhos; estimular a participação da sociedade civil para a conservação e vigilância das zonas ribeirinhas e, ainda, promover a formação contínua de professores e monitores para a implementação o Projeto Rios”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO