BE acusa Governo Regional de fazer campanha descarada pelo PS à maneira “jardinista”

0
14
DR/BE
DR/BE

António Lima, candidato do BE ao parlamento dos Açores, acusou os membros do Governo Regional de estarem a utilizar os recursos públicos e o seu poder para fazer campanha eleitoral pelo PS de forma descarada.

O Governo Regional está a fazer campanha “de forma descarada, à maneira jardinista, que o PS criticava na Madeira, mas que agora também faz nos Açores”, disse o líder do Bloco, após uma visita ao canil municipal da Ribeira Grande, em que apresentou propostas do BE relacionadas com o bem-estar animal.

O Bloco de Esquerda defende o fim imediato do abate de animais saudáveis nos canis dos Açores, uma medida que o BE já levou ao parlamento mais do que uma vez. Não é aceitável que os Açores sejam a única Região do país que ainda permite o abate de animais, que está previsto apenas para 2022.

Acabar com o abate é dar oportunidade de vida a animais que estão saudáveis, e dar-lhes a oportunidade de encontrarem uma família. O facto de os Açores serem o único local do país que ainda permite o abate de animais saudáveis “não dignifica a Região”, lamenta António Lima.

O BE defende o aumento do apoio às associações de proteção dos animais – que impedem que muitos tenham o abate como fim – e salienta a importância de os apoios serem pagos atempadamente, algo que nem sempre tem acontecido.

António Lima lembrou ainda que o adiamento da proibição do abate de animais para 2022, aprovado pelo PS e PCP, foi estabelecido com o pretexto que era preciso dar tempo às autarquias para licenciarem os Centros de Recolha Oficial em todas as ilhas. Mas a verdade é que um prazo tão alargado “levou a que o processo de legalização dos canis esteja a demorar demasiado tempo”.

Por isso, é fundamental também que o Governo Regional faça um trabalho junto das autarquias da Região no sentido de licenciar todos os Centros de Recolha Oficial na Região.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO