CDS-PP afirma a importância de vacinação contra a COVID-19

0
4
DR
DR

A deputada Catarina Cabeceiras declarou nesta terça-feira que “no processo de vacinação contra a COVID-19, o Governo Regional tomou a atitude certa ao defender os mais frágeis e vulneráveis à situação pandémica, como os idosos e dependentes”.
“Perante os tempos inéditos que vivemos, todas as decisões a tomar são sempre difíceis.

É sempre mais fácil, depois do acontecimento, dizer o que teríamos feito. Apesar disso, os Açores têm-se destacado pelos resultados obtidos na gestão da pandemia: somos a região do país com menos óbitos por COVID-19, com menos casos positivos, com diversas ilhas sem casos positivos há vários meses”, afirmou a líder parlamentar do CDS-PP. “E tudo isto é fruto do trabalho que tem sido desenvolvido por todos nós, pela sociedade açoriana, e pelo Governo Regional, do que se salienta a sinalização através do sistema de semáforos, a qual tem sido muito útil para elucidar as pessoas sobre a situação epidemiológica da sua ilha.”
A deputada referiu também que “o Grupo Parlamentar do CDS-PP tem tido sempre uma posição de defesa da Saúde Pública, aliada do entendimento de que é necessário ter uma postura construtiva, para que todos juntos consigamos atingir os melhores resultados, proteger a nossa população e mitigar os impactos desta pandemia”.
Catarina Cabeceiras salientou o espírito de propositura que tem caracterizado o Grupo
Parlamentar do CDS-PP no âmbito da pandemia da COVID-19, recordando “a iniciativa para a aquisição de Testes de Antigénio para testar massivamente a população açoriana, assim como a proposta para reforço do CIRURGE e do Vale Saúde em sede de Plano e Orçamento para 2021, com vista à retoma da atividade assistencial”.
A deputada defendeu ser “indispensável dar continuidade às campanhas de sensibilização sobre os cuidados que é necessário ter, como o uso da máscara e a desinfeção das mãos, bem como combater eventuais resistências à vacinação que possam existir e que muitas vezes advêm da falta de informação”, reiterando que é imprescindível existir um esforço para aumentar a vacinação e tranquilizar a população.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO