Centro Intergeracional de Santo Antão constitui “mensagem clara” da aposta na coesão em toda a Região, afirma Vasco Cordeiro

0
16
DR/GACS
DR/GACS

O Presidente do Governo afirmou hoje que o Centro Intergeracional de Santo Antão, que vai congregar cinco valências de apoio à infância e aos idosos nesta zona da ilha de São Jorge, constitui “uma mensagem clara” da determinação do Executivo açoriano em promover a coesão em toda a Região.

Este investimento, “nesta parte da Região, é também uma mensagem clara quanto à coesão que quotidianamente estamos a construir, no sentido de, independentemente do lugar, assegurarmos as condições para que a criação de progresso e de bem-estar possa ser, cada vez mais, uma realidade em cada uma e em todas as nossas ilhas”, salientou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo falava na apresentação do estudo do Centro Intergeracional do Centro Social e Paroquial de Santo Antão, que incluirá a criação de um Centro de Dia e de um Centro de Noite, assim como novas instalações para a Creche, para o Centro de Atividades de Tempos Livres e para o Serviço de Apoio ao Domicílio.

Esse projeto prevê a criação de 20 vagas no Centro de Dia, um Centro de Noite com cerca de 15 vagas, assim como a criação de condições melhoradas para 20 crianças em CATL e 20 em creche.

Após ter salientado a “importância fundamental” do trabalho do Centro Social e Paroquial de Santo Antão para o desenvolvimento social da ilha de São Jorge, Vasco Cordeiro considerou que este tipo de investimento “pode e deve ser feito” com o objetivo de criar fatores de progresso e de apoio social a que a população açoriana tem direito.

“Se a nossa Região tem a capacidade de desenvolver uma política de apoio social e de solidariedade como aquela que tem desenvolvido, isso não se deve, apenas e só, aos governos. Isso assenta também num valor que ganha particular expressão, e que é o valor da parceria”, destacou o Presidente do Governo.

Nesse sentido, Vasco Cordeiro enalteceu as “parcerias que se estabelecem com dezenas e dezenas de instituições” que garantem as respostas nas várias áreas do apoio social em toda a Região.

“É também em homenagem a esse trabalho conjunto que hoje aqui estou, na apresentação de um projeto de futuro para a mais antiga instituição deste género na nossa Região”, referiu o Presidente do Governo, para quem este centro intergeracional “não é algo que diga respeito apenas ao Centro Social e Paroquial de Santo Antão, não é algo que diga respeito apenas a Santo Antão ou à ilha de São Jorge”.

“Este centro tem a ver com a nossa Região, porque, quando, mesmo na comunidade mais pequena e mais afastada dos centros, se criam as condições para realizar o bem-estar social, é toda a nossa Região que sai mais forte e mais favorecida deste processo”, destacou Vasco Cordeiro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO