CHEGA PREOCUPADO COM CUSTO FINAL DA OBRA DO PORTO COMERCIAL DAS LAJES DAS FLORES

0
15
blank

Chega

No segundo dia da visita oficial do CHEGA à ilha das Flores, os deputados André Ventura e José Pacheco, bem como toda a comitiva do CHEGA, deslocaram-se ao único porto comercial das Lajes das Flores onde puderam ver o decorrer das obras naquele porto que ficou destruído aquando da passagem do Furacão Lourenzo, em Outubro de 2019, criando vários constrangimentos à população da ilha das Flores.

José Pacheco revelou, na ocasião, que a visita ao porto das Lajes das Flores serve, uma vez mais, para mostrar a todos os açorianos e aos habitantes das Flores em particular, que o CHEGA é a voz de todos, destacando a importância daquela obra que é “fundamental para a entrada e saída de mercadorias de e para esta ilha” e “essencial para sobrevivência das Flores”.

Para o deputado do CHEGA Açores é de salutar o andamento da obra, mostrando, contudo, alguma preocupação com o cumprimento dos calendários definidos para a sua finalização e com o custo final que, neste momento, ninguém sabe”, disse.

O parlamentar defendeu ainda a importância de se “tratar os Açores com equilíbrio, mas sem descurar o futuro. “Vivemos numa Região com várias particularidades e temos que estar prevenidos não só financeiramente, mas também politicamente para que as coisas não andem à boa-vontade da República”. Neste sentido, José Pacheco entende que é preciso, “também aqui, de ter a capacidade de «bater o pé» e defender todas as ilhas dos Açores como elas bem merecem”, frisou.

Também André Ventura garantiu que tanto nos Açores como na República, o CHEGA vai continuar a denunciar e a fiscalizar o uso dos dinheiros públicos.

Conforme explicou o líder nacional do partido, a visita a estas obras serve para “mostrar que, para além da preocupação da natural reconstrução do porto e da sua adaptação a mais navios e a uma maior capacidade de exportação e de importação, que há uma preocupação de fiscalização do CHEGA, porque se tratam de investimentos com dinheiros públicos e preocupamo-nos em saber como este dinheiro é usado”, disse.

Para André Ventura, “é importante que estas obras estejam a andar”, lamentando contudo, “os atrasos que se verificaram em matéria de atribuição das verbas que são necessárias e que tinham sido prometidas e garantidas ao Governo dos Açores”.

O parlamentar assegurou que tanto nos Açores como na República, o CHEGA vai continuar a denunciar, a fiscalizar e a exigir que sejam cumpridos todos os compromissos assumidos para com os açorianos e os florentinos.

Apesar de reconhecer que as dificuldades existem, André Ventura deixou ainda o apelo para que os Governos da República e dos Açores “agilizem quer as transferências de verbas, quer a execução da obra porque este porto é fundamental para a economia da Região”, concluiu.

Após a visita ao Porto das Lajes das Flores, André Ventura, José Pacheco e a restante comitiva visitaram ainda a Queijaria Tradicional, localizada na Fajãzinha.

Amanhã, a comitiva do CHEGA desloca-se à ilha do Corvo.