Cinematografia de excelência encerra noites de cinema Montanha

0
55
DR
O Montanha Pico Festival encerra as sessões de cinema esta terça-feira, 28 de janeiro, no Auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico. Durante quatro semanas, as audièncias no Pico tiveram a oportunidade de ver filmes dos quatro cantos do mundo, que nunca chegariam a estas partes do arquipélago sem este programa especial. 
 
O filme de de encerramento, programado pelo diretor artístico da MiratecArts, entidade organizadora do festival de arte e aventura de cultura montanhosa, é uma obra de arte prima em termos cinematográficos, diz Terry Costa.  “When Men and Eagles Live Together” dos realizadores Inês von Bonhorst e Yuri Pirondi. O filme foi rodado nas montanhas Altai em Mongólia e apresenta uma tradição que está rapidamente a desaparecer. O filme é um retrato íntimo e observacional de uma família cazaque semi-nômade, uma das últimas gerações de caçadores com águias.
 
A sexta edição do Montanha Pico Festival apresentou trabalhos cinematográficos desde a longa metragem “3 Rostos” do iraniano Jafar Panahi aos portugueses Hugo Magro com “Terra Besta” e Paulo Carneiro com “Bostofrio”, que estiveram presentes no festival para apresentar os seus filmes e conversar com as audiências. O programa deste festival, único em Portugal por apresentar uma programação dedicada à cultura montanhosa, continua até 31 de janeiro, encerrando com o concerto e apresentação do novo CD “A Montanha” do acordeonista Nuno Carpinteiro. Enquanto que as exposições de pintura de Sofia Sant´Ana e Manoel Costa, assim como a mostra de fotografia ficam patentes até à primavera e visitáveis na galeria da Atlântico Teahouse e nos Bombeiros da Madalena. www.picofestival.com 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO