Consignada obra de remodelação do Centro de Saúde das Velas

0
42
blank

Foi assinado hoje o auto de consignação da empreitada de reabilitação e beneficiação do edifício do Centro de Saúde de Velas, na ilha de São Jorge, pelo valor de 2.540.509,33 milhões de euros. 

Presentes na cerimónia estiveram os Diretores Regionais da Saúde e dos Transportes Terrestres, bem como diversas entidades locais. Na ocasião, o Diretor Regional da Saúde relevou a importância do ato e sublinhou que “mais marcante” do que o dia de hoje, será “daqui a 18 meses a inauguração do espaço, completamente pronto e disponível para a população e profissionais” 

Berto Cabral recordou ainda que o processo “já se arrasta há longo tempo, no mínimo desde 2015, num processo complicado, desde insolvências , de faltas  de vistos do tribunal de contas, mas depois de todo este histórico, importa efetivamente que a obra se concretize, e acreditamos que isso irá acontecer num futuro muito próximo”. 

O Diretor Regional da Saúde lembrou o plano de intervenções que o atual governo tem em curso em diversas unidades de saúde do arquipélago, tendo em vista a melhoria da prestação de cuidados de saúde “porque neste ano de funções o governo tem-se visto confrontado com uma série de situações que urge resolver e esta era sem dúvida uma delas”. E relevou a aposta na captação de novos recursos humanos apontando a propósito, o caso de São Jorge, com a chegada recente de mais três médicos, no âmbito de um concurso que previa a contratação de cinco médicos. “Uma situação excecional, na grande dificuldade que é a fixação de profissionais de saúde nas ilhas sem hospital, mas a verdade é que entre concursos que ficam desertos, a situação recente da ilha de São Jorge é claramente uma situação de exceção, que apraz registar com enorme satisfação”. 

A empreitada de remodelação do Centro de Saúde de Velas, prevê, além de trabalhos de construção civil, as especialidades de águas e esgotos, fundações e estruturas, gases medicinais, instalações elétricas, instalações mecânicas e ar condicionado, telecomunicações e segurança contra incêndios. 

A obra foi adjudicada feita à empresa TREPA – Construção Civil, Lda., com um prazo de execução de 540 dias e, mediante a necessidade de manutenção do funcionamento do Centro de Saúde, a obra será dividida em quatro fases distintas. 

Presentemente, o Centro de Saúde funciona num edifício de características conventuais, de igreja e claustro, e a intervenção a ser realizada junto à igreja tem por objetivo conceber as condições necessárias à implementação de uma Unidade de Saúde. 

De relembrar que o edifício foi sujeito a obras de ampliação, na década de 1980, encontrando-se inserido na malha urbana da vila das Velas.