Covid-19: Privado ofereceu 20 mil máscaras à solidariedade social do Norte

0
5
DR
Vinte mil máscaras oferecidas por uma entidade privada vão começar hoje a ser distribuídas pelas uniões distritais de solidariedade social do Norte, disse à Lusa o presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), padre Lino Maia.

Desse número, seis mil irão para instituições associadas da União Distrital do Porto (UDIPSS), confirmou à Lusa o presidente Rui Leite Castro, informando que as máscaras se encontram disponíveis em Braga.

A distribuição inicia-se hoje pelas instituições sediadas no concelho do Porto e prosseguirá na terça-feira, depois de terminada a proibição de circulação entre concelhos ditada pelo Governo no âmbito do plano de combate à propagação da covid-19, acrescentou o responsável da união.

A chegada das seis mil máscaras à UDIPSS do Porto acontece numa altura em que “não há data ainda para a chegada das 30 mil máscaras encomendadas à China”, informou Rui Leite Castro que admite “atraso na programação dos voos” como justificação para a ausência de resposta.

Este negócio envolve também a Cruz Vermelha Portuguesa e a Chinesa.

Em Portugal, segundo o balanço feito na quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

Dos infetados, 1.211 estão internados, 245 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 196 doentes que já recuperaram.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO