Cultura Festival – Cordas bate recorde de audiências

0
14

A quarta edição do Festival de Cordas, que decorreu no passado fim de semana na ilha do Pico juntou artistas de 9 países, incluindo das várias ilhas dos Açores, batendo assim um recorde, quer em termos de participações, quer em termos de audiências.
“Foram 5 dias de pura educação sobre culturas de várias regiões e países através da arte dos cordofones” avançou Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts, entidade fundadora do mais “galardoado” festival açoriano, no encerramento do evento que aconteceu ao ar livre na MiratecArts Galeria Costa.


“Desde conferências, workshops e concertos em vários locais do concelho da Madalena, o festival apresentou ainda os instrumentos de corda e seus tocadores desde o tradicional ao original. A Viola Caipira do Brasil, korá da Guiné, e duas cítaras chegaram ao evento pela primeira vez através das mãos dos artistas Afonso Villasanti, Mestre Galissá e Andrew Cronshaw, juntando-se, assim, às mais variadas guitarras, violinos e outros instrumentos mais conhecidos e tocados regularmente pelas ilhas, incluindo o instrumento mais único e tradicional dos Açores e a razão pela fundação deste festival, a Viola da Terra, a viola dos dois corações”, revelou a organização numa nota enviada às redações.
No encerramento do festival, Terry Costa desafiou o Trio Canarinho da ilha do Pico a gravar as músicas tradicionais da ilha para um futuro lançamento no Cordas, sendo este um dos objetivos do festival.
A quarta edição do Festival Cordas teve o apoio principal da Direção Regional da Cultura, Câmara Municipal da Madalena e Picowines, com a adição do novo parceiro, a Cooperativa Leite Montanha.
“Juntos conseguimos mais” afirmou Terry Costa, apelando a empresas com produtos regionais de alta qualidade, ou serviços que conetem com o mundo das artes e turismo para se juntarem à família MiratecArts, apoiando assim o desenvolvimento da Região através da arte e artistas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO