De 30 de Abril a 5 de Maio: Encontros Filosóficos mergulham nos Oceanos

0
7

O tema “Oceanos e sustentabilidade” dá o mote à 19.ª edição dos Encontros Filosóficos organizados pela Escola Secundária Manuel de Arriaga (ESMA), que este ano decorrem entre os dias 30 de Abril e 5 de Maio. Palestras, exposições, música e acções de formação povoam um vasto programa onde o mar é abordado de forma transversal, aliado não só à ciência mas também ao empreendedorismo e à cultura, entre outros aspectos. A apresentação desta edição dos Encontros Filosóficos decorreu na passada sexta-feira, na ESMA, onde foram assinados os protocolos de cooperação com os diversos parceiros.

A próxima edição dos Encontros Filosóficos promete fazer não apenas a comunidade escolar da ESMA mas toda a sociedade faialense mergulhar nas potencialidades do mar que nos rodeia. Para este ano, o desafio foi criar pontos de reflexão em torno dos Oceanos, tema que, como referiu o presidente do Conselho Executivo da ESMA, Eugénio Leal, é hoje bastante actual.

Esta edição dos Encontros reúne no Faial uma série de professores universitários, responsáveis políticos e figuras ligadas à preservação ambiental e ao estudo dos oceanos. Destaque para a presença do conceituado fotógrafo Nuno Sá e de nomes da cultura como José Medeiros e João de Melo.

Num período em que o Parque Natural do Faial é um dos principais motivos de orgulho da ilha Azul fora de portas, com as suas qualidades reconhecidas internacionalmente. Estes Encontros Filosóficos receberão uma visita especial: David Hallac, representante do Parque Natural de Yellowstone, nos Estados Unidos.

Durante a apresentação desta 19.ª edição dos Encontros Filosóficos, Eugénio Leal congratulou-se com o destaque que o mar tem tido junto dos responsáveis políticos regionais, destacando a importância do Faial na ligação açoriana com o oceano, principalmente através da investigação desenvolvida pelo Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP) da Universidade dos Açores.

O presidente do Conselho Executivo lamentou que a disciplina de Área do Projecto tenha saído do currículo escolar, uma vez que no seu âmbito os alunos apresentavam trabalhos “de grande qualidade” durante os Encontros. Apesar disso, a participação do corpo estudantil continua a estar bastante vincada nesta edição, como assegurou o responsável máximo da ESMA.

Eugénio Leal agradeceu também aos parceiros, “sem os quais os Encontros Filosóficos não eram possíveis”, com destaque para a Escola Cardeal Costa Nunes, na Madalena, que concedeu apoio financeiro para a vinda de um dos convidados. Neste sentido, o presidente do Conselho Executivo da ESMA lembrou que os Encontros Filosóficos podem ser encarados como um evento regional, e deixou o desejo de que, numa futura edição, um dos dias do programa possa ter lugar na vizinha ilha do Pico.

Por sua vez, Frederico Cardigos, director regional dos Assuntos do Mar, frisou ser “um privilégio” para a direcção regional que dirige participar neste evento enquanto parceira. Orientando o seu discurso para os jovens presentes na apresentação dos Encontros, Cardigos destacou a presença de um responsável do Parque Natural de Yellowstone, pelo “conhecimento importante” que trará aos faialenses. O director regional chamou a atenção para a importância do empreendedorismo na sociedade actual, deixando o alerta aos mais novos: “há condições para fazer bons negócios no Faial”, disse.

Ricardo Serrão Santos, pró-reitor da Universidade dos Açores para os Assuntos do Mar, destacou a importância que a reflexão sobre os oceanos assume actualmente, não apenas na vertente da conservação marinha mas de forma transversal. Áreas como a biologia, a socioeconomia, a governação e até a filosofia têm, para Serrão Santos, um papel importante no conhecimento dos oceanos.

A Câmara Municipal da Horta (CMH) é, desde há muitos anos, a principal entidade financiadora dos Encontros Filosóficos. Para o presidente da autarquia, este evento é, acima de tudo, “um exemplo da abertura do meio escolar à comunidade”. João Castro entende que a ESMA é “um sítio privilegiado” para reflectir sobre temáticas de interesse para a ilha do Faial, como é o caso do tema que dá mote  a esta 19.ª edição dos Encontros Filosóficos.

Para além da CMH, do DOP e da Direcção Regional dos Assuntos do Mar, são parceiros da ESMA nesta edição dos Encontros Filosóficos a Câmara do Comércio e Indústria da Horta, o Instituto do Mar – Institute of Marine Research (IMAR), o Observatório do Mar dos Açores, o Parque Natural do Faial e o Jornal “Fazendo”.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO