Educação – Há mais alunos açorianos colocados no Ensino Superior

0
40

De acordo com os dados da Direção Regional da Educação (DRE), em 2019 houve mais estudantes açorianos a candidatarem-se ao ensino superior comparativamente ao ano transato, sendo a Universidade dos Açores o destino preferido desses estudantes.
No entanto, desses dados sobressai o facto de menos de um terço dos alunos que se inscrevem nos exames nacionais apresenta uma candidatura ao ensino superior.

Os dados disponibilizados pela Direção Regional da Educação (DRE), mostram que neste ano de 2019 houve mais alunos açorianos a candidatarem-se e a ficarem colocados nas universidades portuguesas. Enquanto que no ano passado tinham sido 900 os candidatos, tendo ficado colocados 864 na 1.ª fase do concurso, este ano concorreram 999 estudantes e ficaram colocados nesta mesma fase 968 alunos, o que corresponde a um aumento de mais de 100 estudantes colocados.
No entanto, considerando que estavam inscritos para exame 3.443 alunos açorianos, conclui-se que apenas cerca de 29% desses alunos apresentaram candidatura, apesar de 1832 alunos terem manifestado vontade de se candidatar.


Tal equivale a dizer que um pouco mais de metade dos alunos açorianos inscritos nos exames manifestam intenção de se candidatar ao Ensino Superior, mas os que efetivamente apresentam candidatura não chegaram a um terço dos estudantes que se inscreveram nos exames nacionais.
Dos alunos açorianos colocados na 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior, 69% ficaram no curso escolhido em primeiro lugar, enquanto que na segunda opção ficaram 19% e na terceira opção 8% dos candidatos.
Por outro lado, verifica-se que os alunos açorianos colocados na 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior manifestaram preferência pela Universidade dos Açores (UAç), com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas à cabeça, seguida da Faculdade de Economia e Gestão, Faculdade de Ciências e Tecnologia, e ainda da Escola Superior de Saúde (Ponta Delgada).
Constata-se, ainda, que o segundo destino mais escolhido pelos açorianos é a cidade de Lisboa, sobretudo o Instituto Superior Técnico, e as faculdades de Direito e de Letras, o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, seguindo-se a Universidade de Coimbra (Faculdade de Ciências e Tecnologia e Faculdade de Direito), a Universidade de Aveiro, a Univer-sidade do Minho e a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico do Porto.
Quanto aos cursos escolhidos, as preferências dos estudantes açorianos recaíram nos cursos de Gestão, Enfermagem, Direito, Serviço Social, Relações Públicas e Comunicação, Psicologia, Turismo e Ciclo Básico de Medicina.
O concurso nacional de acesso ao Ensino Superior prossegue com a segunda fase de candidaturas que está a decorrer até ao dia de hoje e cujos resultados serão divulgados no dia 26 de setembro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO