Enfermeiro de família é “peça estruturante” do projeto que visa manter idosos em casa, defende Artur Lima

0
13
DR
DR

O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, referiu na passada sexta feira, após uma reunião com o Conselho Diretivo da Secção Regional da Ordem dos Enfermeiros, que a figura do enfermeiro de família é uma “peça fundamental e estruturante” na prossecução do objetivo do Governo dos Açores de manter os idosos em casa, junto das suas famílias.

Artur Lima recordou que o projeto que visa a criação da figura do enfermeiro de família foi apresentado, pela primeira vez, em 2012, não tendo, na altura, sido concretizado. Todavia, tal desígnio consta do Programa do atual Governo e é “para ser implementado neste mandato”, frisou o governante, em declarações tidas após o encontro com Pedro Soares, Presidente da Secção dos Açores da Ordem dos Enfermeiros.

Segundo o Vice-Presidente do Governo, a implementação do enfermeiro de família contará com a “colaboração e o contributo da Ordem dos Enfermeiros”, de forma a que se possa chegar ao fim e se tenha “uma figura do enfermeiro de família que sirva a todos”.

“Queremos servir melhor a comunidade. É esse o compromisso que o Governo tem e é isso que vamos fazer”, afirmou Artur Lima.

Outro dos assuntos discutidos com a Ordem dos Enfermeiros foi o estabelecimento de uma parceria de modo a serem realizadas visitas às instituições sociais.

“Serão visitas conjuntas, com elementos da Solidariedade Social, do ISSA e da Ordem dos Enfermeiros. O objetivo é melhorar os serviços prestados aos utentes”, assumiu o Vice-Presidente.

Na reunião entre o Vice-Presidente do Governo e a delegação da Ordem dos Enfermeiros da Região Autónoma dos Açores, liderada pelo Presidente do Conselho Diretivo da Secção Regional, foram abordadas ainda questões relacionadas com a valorização da carreira de enfermagem relativa aos enfermeiros que trabalham nas IPSS.

Artur Lima mostrou-se disponível para encontrar as melhores soluções que satisfaçam as reivindicações destes profissionais de saúde, que desenvolvem funções no setor social.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO