Eurodeputada reune com instituições faialenses

0
3

No passado dia 27 de outubro, a deputada do Parlamento Europeu, Sofia Ribeiro, deu inicio ao roteiro “Mais Açores na Europa”, que a fez visitar a ilha do Faial.

Com esta iniciativa, a deputada vai também percorrer todas as outras ilhas, com o objetivo de ser mais um exemplo de proximidade, de modo a não só partilhar com os diversos setores as notícias e atividades das instituições europeias nessas áreas, como também recolher informações e auscultar esses setores para que a sua atividade política esteja sustentada nos interesses dos açorianos, cumprindo desta feita, uma promessa eleitoral.

Na ilha do Faial, a eurodeputada reuniu com a Câmara do Comércio e Indústria da Horta e a Associação de Produtos de Atum e Similares dos Açores (APASA).

Em declarações ao Tribuna das Ilhas, Sofia Ribeiro disse que na Câmara do Comércio e Indústria da Horta foi analisado “a situação económica regional sobre o ponto de vista daquilo que é o interesse empresarial porque o desafio que se coloca nesta legislatura europeia é precisamente o crescimento e o emprego”.

A eurodeputada considerou “que podemos estar numa fase de viragem”, visto que se estão a perspectivar uma série de alterações, como a descida dos impostos e o aumento do salário mínimo.

Os transportes aéreos e o seu novo modelo, também foram abordados neste encontro.

“Foi-me dada a conhecer e eu partilho dessa opinião, de que nós temos uma possibilidade de fazer aqui, uma revisão integrada do modelo de transportes aéreos para os Açores, desde Santa Maria até ao Corvo”, afirmou Sofia Ribeiro.

Apesar da existência de ilhas com mais interesse comercial para algumas rotas lowcost, a deputada considerou que pode-se criar regimes, também mais baratos, paralelos e complementares de acesso às outras ilhas, não esquecendo a exequibilidade a nível dos horários.

“Podemos aqui ter toda uma rede a funcionar, que torne efetivamente os Açores um produto único competitivo com outros destinos turísticos”,  afirmou,  acrescentando ainda a este respeito, que nesta revisão tem de se analisar as ilhas todas de uma forma integrada.

Na reunião com a APASA, a deputada do Parlamento Europeu disse terem analisado o setor das pescas, tendo como grande preocupação  as quotas de pescado, que vão ser agora analisadas pela União Europeia.

Sobre este assunto, declarou que está a fazer uma intervenção de grande proximidade com a representação portuguesa em Bruxelas acerca das quotas de pescado, que vão entrar em período de negociações.

A deputada conclui as suas declarações sublinhando, que é de extrema importância conhecer “o comportamento do setor ao longo do ano de 2014, para podermos perspectivar aquilo que podem ser as negociações para 2015 e 2016”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO