Faial não fica de fora na ajuda à Ucrânia

0
44
blank

Por todo o mundo, as pessoas têm-se mobilizado para apoiar a Ucrânia, seja com ações de solidariedade tais como caminhadas e manifestações, seja com a recolha e envio de vestuário, medicação e alimentos. Os faialenses não foram exceção, pelo que têm sido várias as ações que têm surgido na ilha e de que tivemos conhecimento até ao fecho desta edição.

O projeto “Faial Solidário”, iniciativa de um grupo de anónimos e Lúcia Serpa, organizará sábado, 12 de março, pelas 10H30, uma caminhada com início na Rosa dos Ventos da Avenida Marginal com percurso pela Avenida Marginal em direção ao Largo do Infante. No fim, serão recolhidos os donativos doados. Os bens solicitados são artigos para crianças e bebés: fraldas, toalhas, farinhas para papas, comida em frasco e outros artigos de higiene. Os organizadores incentivam os participantes a utilizarem adereços com as cores da bandeira da Ucrânia. O projeto contará com a parceria da Câmara Municipal da Horta (CMH), da Cáritas, de farmácias e de hipermercados, bem como de empresas de transporte.

Também dentro da Escola Secundária Manuel de Arriaga estão a ser promovidas recolhas de bens e uma reunião dos docentes de Cidadania e Desenvolvimento para delinear uma estratégia conjunta de Cidadania Ativa para apoiar os refugiados ucranianos.

A CMH associou-se à iniciativa SOS Ucrânia, com a colaboração dos bombeiros, e até 11 de março promove uma recolha de bens, com especial prioridade para materiais hospitalares e produtos alimentares. O Município organizou ainda, no dia 10, um concerto de angariação de fundos para as vítimas da guerra, cuja receita da bilheteira e donativos serão convertidos em medicamentos e géneros alimentares.

O Núcleo do Sporting Clube de Portugal da Ilha do Faial colaborou também com a CMH, com uma recolha de bens, com ponto de recolha na Clínica Dentária Dr. Luís Arruda.
O ginásio GO GYM demonstrou o seu apoio à Ucrânia no dia 7 de março, incentivando os seus clientes à utilização de vestuário com as cores da Ucrânia.

O Kabem Todos converteu o valor integral das receitas do seu cozido à portuguesa de quarta-feira na compra de medicamentos em 3 farmácias locais.