Faria e Castro destaca projeto “Ilhas da Inovação” como forma de promover o empreendedorismo

0
41
DR
DR

O Subsecretário Regional da Presidência, Pedro Faria e Castro, afirmou hoje que o projeto “Ilhas de Inovação” permitirá “potenciar novas atividades e produtos”, promovendo o empreendedorismo e permitindo o “intercâmbio de boas práticas” entre as regiões parceiras.

Baseado numa parceria institucional, desde 2017, o “Ilhas de Inovação” centra-se nas “oportunidades de diversificação das economias” e envolve as regiões dos Açores, da Frísia, nos Países Baixos, de Samso, na Dinamarca, de Kuressaare, na Estónia, da Região do Egeu do Norte, na Grécia e da Madeira, explicou o governante.

O Subsecretário Regional falava em Ponta Delgada, durante a conferência ‘online’ “‘Roadshow Digital da Inovação”.

Durante a sua intervenção, o governante salientou que a digitalização dos serviços públicos, assim como do setor público empresarial regional, é uma medida estruturante para a “promoção de uma administração pública mais eficaz, célere e menos burocrática”.

Segundo exemplificou, através do #AzoresE-Government, o Governo Açoriano pretende a “implementação da digitalização de todos os serviços públicos”, utlizados quer pelos cidadãos, quer pelas empresas.

Será também desenvolvido o #AzoresSmartSpot, avançou Faria e Castro, um projeto que “permitirá incorporar tecnologias e soluções TIC” (Tecnologias de Informação e Comunicação), de forma a “otimizar os recursos disponíveis”.

Segundo revelou, é ainda intenção do Governo dos Açores a “digitalização da saúde”, através da implementação do #AzoresSmartHealth, com o objetivo de alterar substancialmente a relação entre a doença, o doente e o Serviço Regional de Saúde.

Por essa via, continuou, pretende-se o “reforço da Telesaúde como alternativa para a diminuição dos tempos de espera e melhoria da prestação dos cuidados de saúde”.

Através do #AzoresE-Social, acrescentou ainda Faria e Castro, o Governo pretende apoiar as pessoas na aquisição de pacotes de equipamentos ou serviços de Internet, estando também previsto “a capacitação digital das PME”.

“A transição digital alia-se à inovação”, concretizou o governante, garantindo que esta será uma aposta do Executivo “no presente e no futuro”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO