Furacão Lorenzo. PSD deu contributo decisivo para regularizar o abastecimento às Flores e ao Corvo

0
8

O deputado do PSD/Açores Bruno Belo destacou esta quarta feira “o contributo decisivo que o partido teve na regularização do abastecimento de mercadorias às ilhas das Flores e do Corvo, após a passagem do Furacão Lorenzo”.

O social democrata lembrou que a intempérie deixou um rasto de destruição nas infraestruturas marítimas da ilha das Flores, em especial no seu Porto Comercial, “uma estrutura de vital importância e por onde passa todo o abastecimento ao Grupo Ocidental”.

Assim, os profundos estragos causados “condicionaram fortemente a economia local, fazendo com que o abastecimento por via marítima só pudesse ser efetuado através do Cais -5, com várias limitações e condicionando fortemente o abastecimento às Flores e, por essa via, ao Corvo”, lembrou.

Assim, “logo a 15 de outubro, o PSD/Açores referiu em plenário que o momento exigia uma consciencialização, uma avaliação e respostas. Em causa estava um enorme desafio, ao qual o governo não soube responder de imediato”.

“Defendemos a consciencialização dos impactos económicos e sociais por um largo período de tempo, a avaliação e a quantificação dos estragos feitos, aferindo o tempo necessário para que Flores e Corvo voltassem a ter um Porto operável por navios porta contentores. E, a esse nível, cobrir a necessidade de fazer chegar àquelas ilhas os bens essenciais ao funcionamento da sua economia”, disse Bruno Belo.

“Passados sete meses, o tempo provou que o PSD/Açores tinha razão nas suas preocupações, até porque esteve presente, falou com as pessoas e com as empresas, e conhecia de perto a problemática”, afirma o deputado.

“O Governo não estava presente, e porque não conhecia a realidade, não esteve preparado para agir perante as dificuldades”, lamentou.

“Aliás, o Governo esteve em negação durante muito tempo, não conseguindo ver a realidade. Até porque nunca teve um plano alternativo para fazer o abastecimento às Flores e ao Corvo”, sublinhou.

“Foi assim com a agilização para a reconstrução do Porto das Flores, e respetivo financiamento. Foi assim com a centralização, o reforço e as facilidades do transporte de carga para o Grupo Ocidental. E foi assim na hora de apoiar as empresas e os empresários, de resolver o transporte de bovinos e até de reabrir o porto comercial, a marina e o núcleo de pesca de Santa Cruz das Flores”, elencou Bruno Belo.

“No fundo, o Governo andou sempre a reboque das reivindicações, dos empresários e do PSD, reagindo sempre pressionado pelas circunstâncias. Às críticas de estarmos a ser precipitados, respondemos com o caminho a seguir, e que florentinos e corvinos amplamente reconhecem”, concluiu o deputado do PSD/Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO