Governo apresenta Programa “ambicioso e exequível” para a Educação

0
77
DR/PSD
DR/PSD

A deputada do PSD/Açores Délia Melo afirmou hoje que o Programa do Governo para a Educação é “ambicioso, mas exequível”, alegando que o documento tem como princípios orientadores a “inovação, exigência e inclusão”.

“O Programa aqui apresentado responde a muitas das necessidades na área da Educação. Ambicioso, mas exequível, assenta nos princípios da inovação, da exigência e da inclusão”, afirmou a social-democrata na Assembleia Legislativa dos Açores.

A parlamentar, que falava no debate do Programa do XIII Governo Regional, salientou que o novo executivo açoriano e os partidos que o suportam estarão “sempre abertos ao diálogo” na procura de soluções que contribuam para a “qualificação da população” do arquipélago.

“Não somos donos da verdade, mas cremos veemente que este é o caminho a percorrer. Estaremos, porém, sempre abertos ao diálogo, ao saudável debate de ideias, dignificando esta casa da autonomia onde nos encontramos, para, humildemente, traçarmos as melhores soluções em prol dos açorianos, nunca numa ação contraproducente de apontar o dedo sem propor soluções”, disse.

Délia Melo referiu que o desenvolvimento de uma sociedade “alicerça-se, fundamentalmente, na Educação, pois é a qualificação da população que melhor garante um futuro de prosperidade”.

“É importante investir mais nesta área que sofreu, nos últimos anos, com uma visão estratégica que não produziu os resultados esperados, com a falta de diálogo e de proximidade com os agentes educativos que conhecem a realidade da Educação por estarem diariamente nela a trabalhar”, frisou.

A deputada social-democrata lembrou que o novo Governo Regional inicia funções num momento em que os Açores “estão muito abaixo da média nacional em praticamente todos os indicadores relativos à educação”.

“Temos, inclusivamente, os resultados do estudo TIMSS (Trends in International Mathematics and Science Study), que foram divulgados esta semana e que mostram como a Região apresenta resultados médios mais baixos que o contexto nacional. Além disso, a taxa de abandono precoce nos Açores representa mais do dobro da registada a nível nacional”, sublinhou.

Segundo a deputada do PSD/Açores, é urgente a “adoção de decisões políticas capazes de reverter o ciclo de degradação do ensino e das condições do exercício profissional dos docentes, pois a falta de investimento na Educação tem efeitos nefastos com avultados prejuízos sociais e económicos para a Região”.

“Há que resolver, de uma vez por todas, a situação de precariedade laboral dos professores, estimulando a estabilidade de quadros docentes e a criação de incentivos à fixação destes profissionais nas ilhas menos populosas. Apostar nesta classe é apostar no futuro dos Açores”, afirmou Délia Melo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO