Governo dos Açores apoia cursos de Português para valorizar e promover plena integração dos imigrantes

0
10
DR/GACS
DR/GACS

O Diretor Regional das Comunidades salientou, em Ponta Delgada, que o Curso de Português para Imigrantes promovido pelo Governo dos Açores registou a participação de cerca de 160 estrangeiros nos últimos três anos.

“É uma aposta na valorização individual e na promoção da plena integração de todos os que, não tendo nascido no arquipélago, escolheram os Açores para viver e trabalhar, o que constitui uma prioridade na ação da Direção Regional das Comunidades”, afirmou Paulo Teves, que falava segunda-feira na abertura do novo curso de língua portuguesa dirigido a estrangeiros residentes na ilha de São Miguel, organizado pela Cresaçor.

Para o Diretor Regional, a aquisição de competências na língua da sociedade de acolhimento é “um dos primeiros passos para o sucesso do processo imigratório”, uma vez que “contribui, não apenas para uma maior e mais ampla compreensão e conversação, mas também para acrescentar valor às respetivas competências socioprofissionais, que podem ser benéficas no futuro, para além de corresponder a uma mais eficaz promoção da interculturalidade”.

“O Governo Regional tem dedicado especial atenção ao fenómeno migratório nos Açores, na sua dupla vertente da emigração e da imigração, quer pela criação de instrumentos de apoio aos imigrantes, com o permanente serviço de atendimento da Direção Regional das Comunidades, que realizou mais de 3.000 atendimentos a imigrantes desde 2016, quer no apoio anual às diversas atividades desenvolvidas pelo associativismo que trabalha na Região com este público alvo, como é o caso da Cresaçor, através do Gabinete de Apoio ao Migrante, e da AIPA – Associação de Imigrantes nos Açores”, destacou Paulo Teves.

O curso agora iniciado, com a duração de 150 horas em regime pós-laboral, conta com a participação de 12 imigrantes oriundos da Alemanha, Canadá, China, EUA, Israel, Itália, Malta, Rússia e Ucrânia, sendo promovido pelo Governo dos Açores, através das direções regionais das Comunidades e da Educação.

Este curso destina-se a cidadãos de nacionalidade estrangeira residentes na Região Autónoma dos Açores, estando ainda prevista a realização de um outro curso na ilha Terceira.

A aprovação neste curso certifica os imigrantes com conhecimento de Português do nível A2, tendo já sido realizados, desde a sua criação, em 2013, 18 cursos na Região, nomeadamente nas ilhas de São Miguel, Terceira, Faial, Flores e Pico, nos quais participaram cerca de 350 estrangeiros de 48 nacionalidades.

Segundo dados do SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, residem nas nove ilhas dos Açores 3.899 imigrantes de 96 países, destacando-se os oriundos do Brasil, Alemanha, China, EUA, Reino Unido, Espanha, Cabo Verde, Itália, França e Canadá.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO