Governo dos Açores investe 12 milhões de euros no setor agrícola da Terceira na atual legislatura, afirma João Ponte

0
10
DR/GACS
DR/GACS

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que o Governo dos Açores investe, na atual legislatura, 12 milhões de euros em infraestruturas e equipamentos referentes ao setor agrícola da Terceira, permitindo alavancar a economia da ilha, reduzir custos de produção dos agricultores e gerar mais valor em toda a cadeia produtiva.

“Só na componente das infraestruturas agrícolas, como caminhos, abastecimento de água e eletrificação de explorações, serão investidos nesta ilha mais 80% do que aquilo que foi investido entre 2013 e 2016”, referiu João Ponte, acrescentando que na presente legislatura foram realizados outros investimentos relevantes como a ampliação do Matadouro da Terceira, o reforço dos equipamentos do Laboratório Regional de Veterinária e a conclusão do Parque Multissetorial.

O governante falava à margem da visita às obras de beneficiação do caminho agrícola do Ginjal, na freguesia de Porto Judeu, no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) da Bacia Leiteira do Paúl, um investimento de quase 300 mil euros, que beneficia o acesso a 25 explorações agrícolas, numa área com 250 hectares.

Para João Ponte, este tipo de investimento público, que visa melhorar as condições de trabalho e de circulação dos agricultores, bem como tornar as explorações cada vez mais competitivas e eficientes é extramente importante, também pelo sinal claro de confiança que transmite no futuro do setor.

Por outro lado, salientou que o investimento de 1,6 milhões de euros na ampliação e beneficiação do Matadouro da Terceira foi fundamental para continuar a dar uma resposta cabal ao desenvolvimento da fileira da carne, com grande potencial de expansão, que gera emprego e riqueza.

Também o Laboratório Regional de Veterinária, que foi alvo de investimentos ao nível do reforço dos seus equipamentos técnicos na atual legislatura, é para João Ponte uma valência de grande importância para o desenvolvimento e para a valorização da produção agrícola regional, pelas análises que efetua e pelos serviços que presta ao nível da implementação de planos obrigatórios de vigilância, da sanidade, da segurança e da higiene alimentar, entre outros.

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas destacou ainda a importância do investimento de cinco milhões de euros concretizado no Parque Multissetorial, que permitiu reabilitar a zona da Vinha Brava e criar um novo polo de atração e desenvolvimento económico na ilha, tanto mais que neste recinto estão concentrados vários serviços e valências ligadas à Agricultura.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO