Governo dos Açores promove mapeamento de zonas para a Aquicultura na Região

0
16

O Governo dos Açores celebrou um protocolo com a Fundação Gaspar Frutuoso e a Universidade dos Açores, no valor de cerca de 58 mil euros, para a realização do mapeamento das zonas com potencial para a instalação de unidades de Aquicultura no arquipélago.

“A Aquicultura tem um grande interesse estratégico para os Açores como atividade económica com potencial de crescimento e pode construir uma nova fonte de receitas” para a fileira da pesca nos Açores, afirmou o secretário Regional da Mar, Ciência e Tecnologia Fausto Brito e Abreu.

Brito e Abreu defendeu ainda o interesse de se avaliar a possibilidade de criar espécies endémicas dos Açores em sistemas de aquicultura, considerando que “o potencial de investigação científica nesta área é também muito interessante, para além das mais-valias económicas”.

Desde 2007 já foram apoiados no Açores uma dezena de projetos na área da Aquicultura, em espécies como as cracas, as lapas e os ouriços-do-mar, principalmente nas ilhas do Faial e S. Jorge, envolvendo um investimento global de 310 mil euros.

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO