Governo dos Açores reforça apoio à requalificação de licenciados desempregados

0
6

O Governo dos Regional assumiu, pelo segundo ano consecutivo, o apoio a pessoas licenciados que estão desempregadas a fim de redirecionarem a sua formação superior de base para outra área de formação e, com isso, aumentar as hipóteses da sua integração no mercado de trabalho.

Enquadrado no programa Requalificar, este apoio é concedido através do pagamento integral das propinas de mestrados em áreas consideradas de maior empregabilidade entre oferta formativa da Universidade dos Açores, com a qual o executivo firmou acordo para o efeito.

O Requalificar não é obrigatório e a decisão de candidatura ao programa é da responsabilidade dos desempregados, cabendo à Universidade dos Açores o processo de seleção dos candidatos aos vários cursos a apoiar e à Direção Regional do Emprego e Formação Profissional o pagamento das respetivas propinas.

Uma portaria da Vice-presidência do Governo publicada a 19 de agosto no Jornal Oficial, identifica as áreas de formação consideradas de baixa empregabilidade, quer pelo número de pessoas inscritas nas Agências de Emprego da Região, quer pelo tempo que essas pessoas permanecem inscritas em determinada área.

O programa abre a possibilidade de mestrados aos licenciados desempregados em áreas como Ambiente, Saúde e Segurança, Ciências Económicas e Empresariais, Gestão do Turismo Internacional e Tradução e Assessoria Linguística, no pólo universitário de S. Miguel; Engenharia Agronómica, Engenharia Zootécnica e Tecnologia e Segurança Alimentar no pólo da Terceira; e Estudos Integrados dos Oceanos, no polo do Faial.

O Governo vai ainda disponibilizar pós-graduações em Análise de Dados e Gestão de Informação e em Segurança Alimentar e Saúde Pública, no pólo universitário de S. Miguel.

Este ano, pela 1ª vez, será apoiado em Curso de Especialização Tecnológica em Agropecuária, que decorrerá no pólo de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores.

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO