Governo Regional está a avaliar os impactos para o setor da carne de bovino do acordo de comércio livre UE – Mercosul

0
20
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que o Governo dos Açores está a avaliar os impactos para o setor da carne de bovino na sequência do acordo de comércio livre entre a União Europeia e o Mercosul (Mercado Comum do Sul), que abrange Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai.

“Apesar de todo o trabalho já feito de acompanhamento deste assunto, o Governo dos Açores entendeu ser importante avaliar, com apoio de especialistas, os impactos deste acordo de comércio livre, de modo a antecipar e encontrar as melhores respostas, alinhadas com a nossa estratégia de valorização da carne dos Açores”, referiu João Ponte.

O governante destacou que o Governo dos Açores tem vindo a implementar uma estratégia de modernização, de aposta na genética, no bem-estar animal e na qualificação da carne, aspetos de grande relevo e que muito têm ajudado a dinamizar o setor e melhorar o rendimento dos produtores.

“Só podemos vencer pela qualidade e pela diferenciação. Esse é o caminho que devemos continuar a trilhar para sermos capazes de enfrentar um eventual acréscimo da entrada no mercado português de carne do Mercosul”, salientou João Ponte, lembrando todo o trabalho que tem vindo a ser feito na fileira da carne, quer no domínio das infraestruturas, quer pelos produtores.

O governante frisou também a importância do Centro de Estratégia Regional para a Carne dos Açores (CERCA) neste processo de valorização da carne de bovino dos Açores, desde logo através do estudo da estratégia de valorização da carne dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO