Governo Regional promove hábitos de leitura através do programa ‘Ler Açores’

0
26

O Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou hoje, em Ponta Delgada, que o programa regional de leitura ‘Ler Açores’, que junta o Plano Regional de Leitura, a Rede de Leitura Pública e a Rede Regional de Bibliotecas Escolares, é um plano “contra o analfabetismo”.

Avelino Meneses, que falava na apresentação deste programa, que visa reforçar a estratégia do ProSucesso – Açores pela Educação, programa de promoção do sucesso escolar, salientou que a criação do ‘Ler Açores’ é “o reconhecimento da relevância da competência da leitura”.

“Entre os objetivos deste programa ressalva a melhoria do nível de literacia dos Açorianos obtida pelo incentivo dos hábitos de leitura, desde as idades mais tenras e com prolongamento no decurso da vida, sempre que necessário com a ajuda de mediadores”, acrescentou.

Para o Secretário Regional, este programa, que é uma “apologia ao livro”, altera “razoavelmente” o conceito tradicional de biblioteca, que “antes era entendida como um conjunto, mais ou menos, de livros arrecadados num mesmo espaço, e agora é entendida como uma comunidade de leitores, com exigências diferenciadas”.

Coordenado pela Direção Regional da Cultura, na tutela da Secretaria Regional da Educação e Cultura, o ‘Ler Açores’ conta com o envolvimento da Direção Regional da Educação na “justaposição de objetivos” com o ProSucesso – Açores pela Educação e “apela” à participação de outros departamentos do Governo, nomeadamente da Secretaria Regional da Solidariedade Social, na sua articulação com a Estratégia de Luta Contra a Pobreza e a Exclusão Social, adiantou Avelino Meneses.

Nesse sentido, o Secretário Regional afirmou que, desde o início da escolarização até à fase da formação ao longo da vida, o domínio da leitura constitui “o instrumento principal” da aquisição do conhecimento e deve envolver todos.

Por outro lado, referiu que a gestão deste programa, que se subdivide em quatro sub-programas destinados a públicos diferentes, abrangendo todos os escalões etários, é assegurada por uma comissão coordenadora e por um conselho científico.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO