Idosos da Conceição melhoram hipertensão arterial e cuidados de saúde

0
19

Decorreu na passada quarta-feira, dia 16 de janeiro, no Centro de Dia da Conceição, a apresentação do estudo “Do Desejo à Realidade”. Esta apresentação foi organizada por cinco enfermeiros com especialização em enfermagem comunitária.

De acordo com a equipa de enfermeiros, com este estudo, pretendeu-se conhecer a comunidade idosa, dos 65 aos 84 anos, residente em cinco freguesias açorianas: Conceição (Faial), Biscoitos, S. Mateus (Terceira), Fajã de Baixo e Maia (S. Miguel). Para tal, procedeu-se à identificação das necessidades das comunidades escolhidas e com cada comunidade foi selecionada a problemática considerada mais pertinente e, de modo a dar resposta ao problema evidenciado, em cada uma das localidades, surgiu um projeto de intervenção comunitária.

O projeto “Controle a Tensão” foi implementado na freguesia de Conceição com o intuito de prevenir e controlar a Hipertensão Arterial dos idosos, uma vez que se detetou que 42,9% tinha este problema de saúde e que o índice de envelhecimento da freguesia tinha vindo a aumentar nos últimos anos.

Este projeto foi dividido em duas etapas: na primeira etapa começou-se por caracterizar o problema da hipertensão arterial, tendo em conta fatores de risco, como por exemplo, a obesidade, o sedentarismo, os hábitos e alimentação inadequados e os escassos cuidados de saúde. 

“A segunda etapa tinha como principais objetivos aumentar os conhecimentos da população, sensibilizar a população para os cuidados a ter com o problema da hipertensão e incentivar a população para a vigilância de saúde”, esclareceu Fátima Borges.

Com o intuito de se concretizarem estes objetivos, foi criado um ciclo educacional para a saúde, uma consulta de enfermagem e algumas atividades para os idosos, nomeadamente, algumas caminhadas, uma visita à piscina municipal e a realização de um passeio de barco integrado no projeto “Vela para Todos”. Estas atividades tinham como objetivo sensibilizar os idosos para o problema da hipertensão, ajudá-los a controlar a problemática e fomentar a prática de exercício físico.

Fátima Borges afirmou que “os ganhos deste estudo foram muitos”. No fim do estudo, verificou-se que 78% da população perdeu peso e 50% diminui o perímetro abdominal. Relativamente à hipertensão arterial, 65% da população diminuiu. Em relação aos cuidados a ter com o problema, nomeadamente a medicação correta, a vigilância da tensão e uma alimentação adequada, houve um aumento bastante significativo.

No final da apresentação houve um espaço destinado ao debate. Os idosos, em geral, mostraram-se satisfeitos, realçando que as atividades foram importantes para eles “fazendo-os sentir mais jovens”. Os responsáveis pelo Centro de Dia e pela APADIF mostraram-se igualmente satisfeitos.

A enfermeira Fátima Borges, no final da apresentação, afirmou “que este trabalho foi muito importante, pois obteve resultados significativos em todos os aspetos e que pode servir de exemplo para outros trabalhos”.

A equipa de enfermeiros responsável pelo estudo gostava de ver este trabalho alargado a outras faixas etárias, uma vez que assim “seria mais benéfico”. Está também prevista uma apresentação deste estudo na Unidade de Saúde do Faial.



O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO