Apoio à tripolaridade da Universidade dos Açores aumentará progressivamente até final da legislatura, anuncia Susete Amaro

0
16
DR
DR

A Secretária Regional da Cultura, Ciência e Transição Digital, Susete Amaro, anunciou que o Governo Regional dos Açores irá aumentar progressivamente, ao longo da legislatura, o apoio à Universidade dos Açores e à sua tripolaridade.

“O apoio à tripolaridade da Universidade dos Açores, reconhecido e plasmado no Programa do XIII Governo dos Açores, avançará com uma verba reforçada para este ano e aumentará de forma progressiva até ao final da legislatura”, declarou a governante.

Susete Amaro falava na Assembleia Legislativa Regional, na Horta, na discussão do Plano e Orçamento apresentado pelo Executivo para este ano.

A governante anunciou ainda que pretende “regularizar situações de injustiças relativas a atualizações salariais, nos Centros de Ciência, que se arrastam já há alguns anos e para os quais foi considerado o devido incremento de verbas”.

No campo da Ciência, será impressa pelo Governo Regional “previsibilidade e regularidade nos apoios” concedidos, “através de um rigoroso calendário anual de medidas a implementar”.

“Assim, pretende-se combater a instabilidade das equipas de investigação, através de um programa anual e regular de contratação de investigadores, financiado através de verbas programáticas”, assinalou a Secretária Regional.

No campo da Cultura, há da parte do Executivo, no arranque da legislatura, com a pandemia de covid-19 ativa, uma “aposta clara no apoio direto e extraordinário aos agentes culturais profissionais, bem como ao setor audiovisual”.

“A par da valorização da arte, da cultura e dos seus agentes maiores, pretende-se estimular a produção e a criação cultural através do reconhecimento e premiação de projetos, revendo e melhorando a legislação em vigor que enquadra os diferentes apoios, aliando aos previstos para a criação artística, valências que estimulem e promovam a mobilidade dos agentes culturais, a nível regional, nacional e internacional, com especial enfoque na Diáspora”, disse ainda sobre este campo.

Susete Amaro deixou ainda uma palavra para o Espaço, a “última fronteira”.

“Afetamos, nesta proposta de Plano e Orçamento, verbas para a implementação do Porto Espacial de Santa Maria, cuja fase de diálogo concorrencial ainda decorre e para o respeito por compromissos já assumidos, como o contrato-programa com a Associação RAEGE Açores e a construção da sua garagem.  Para além disso, avançaremos com o estudo de uma solução técnica com vista à implementação de uma nova estação RAEGE na ilha das Flores”, disse.

E concretizou: “Desta forma, estes e outros projetos, conduzirão ao lançamento dos alicerces para a criação da Estratégia Espacial Regional, plasmada no Programa do XIII Governo dos Açores”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO