João do Talho (em duas cenas)

0
34
Victor Rui Dores
Victor Rui Dores

Em rigor aquilo não era um restaurante, mas uma “casa de pasto”, situada na Travessa do Poiso Novo, entre a Praça da República e a Avenida, na cidade da Horta. O seu proprietário era o João do Talho, ex-talhante e figura castiça e popular, que preparava e servia o apreciadíssimo “bife à João do Talho”, cujo segredo, sabe-se hoje, residia na maneira de preparar a carne, que ficava de vinha-d´alhos de um dia para o outro para atenrar.
João do Talho era dado a rudes espontaneidades com toda a gente, sobretudo com caixeiros-viajantes, com os quais alimentava uma relação de atrito permanente. Como estou a escrever, neste momento, uma peça de teatro baseada neste homem, tomo a liberdade de partilhar com o leitor dois dos muitos episódios ocorridos na referida “casa de pasto” e que hoje fazem parte do imaginário coletivo faialense.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO