Jornadas Parlamentares – CDS-PP defende que transportes são determinantes para fomentar mercado agrícola nos Açores

0
23

O Grupo Parlamentar do CDS-PP, reunido em Jornadas Parlamentares, subordinadas ao tema “Diversificação Agrícola”, esteve reunido com membros da Direção da AGROMARIENSECOOP, cooperativa de produtores agrícolas da ilha de Santa Maria.
A este propósito, a deputada Catarina Cabeceiras afirmou que “é fundamental para os produtores agrícolas que seja assegurada a regularidade do transporte de carga, e que os seus produtos hortícolas e frutícolas cheguem ao destino em bom estado. Isso é condição essencial para que se sintam motivados a produzir em maior quantidade e a diversificar o que produzem, já que a valorização destes produtos está dependente do seu grau de frescura”.
De acordo com a líder parlamentar, “a diversificação agrícola tem sido defendida pelo CDS-PP desde há muito, na medida em que existe um enorme potencial na nossa Região que deve ser aproveitado para que sejamos cada vez mais autossuficientes. Trata-se de uma questão de criação de oportunidades de negócio, emprego e de segurança para os Açores.”
“A verdade é que importamos quase tudo o que comemos, e é importante contrariar esta tendência. Devemos apostar em aumentar a produção de produtos hortícolas e frutícolas na Região, o que terá muito impacto na nossa economia, gerando postos de trabalho. Mas é necessário criar condições para que isso aconteça”, defendeu a deputada.
A política de transporte de mercadoria, quer por via marítima, quer por via aérea, foi um dos temas debatidos na reunião, onde foram abordadas nomeadamente a contentorização e a refrigeração. “Os transportes são o ‘calcanhar de Aquiles’ quer para os produtores agrícolas, quer para a comercialização. Uma rede de transportes eficaz é essencial. Foi nesse sentido que o Grupo Parlamentar do CDS-PP voltou a apresentar uma iniciativa para que seja feito um estudo naquilo que concerne ao modelo de transportes marítimos”.
Os deputados do CDS-PP reiteraram que “é urgente que tenhamos um avião cargueiro a servir os Açores, para transportar os produtos com maior rapidez, quer no mercado interno, quer para o exterior da Região, pois existe um enorme potencial ao nível da produção agrícola de que não podemos prescindir e que temos de fomentar”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO