Jornadas Parlamentares centram os próximos dias na Área Social, Coesão Territorial e Investigação, Desenvolvimento e Inovação

0
22
blank
GPPS

O Grupo Parlamentar do PS dará seguimento às jornadas parlamentares dedicadas à análise da anteproposta de Programa Operacional 2030 nos próximos dias, centrando-se na Área Social, Coesão Territorial e Investigação, Desenvolvimento e Inovação.

Estas jornadas parlamentares organizam-se num modelo descentralizado, ocorrendo em simultâneo, em todas as ilhas dos Açores.

Na 4ª feira, 23 de fevereiro, os deputados do PS irão reunir com entidades ligadas à Área Social.

Neste dia, Miguel Costa reúne com a Santa Casa da Madalena do Pico, pelas 10H30, na delegação do Pico da Assembleia Regional.

O deputado Lubélio Mendonça irá reunir com a Santa Casa da Misericórdia do Corvo, enquanto que José Eduardo, irá reunir com as Santas Casas da Misericórdia das Lajes e de Santa Cruz das Flores, visitando ainda o Jardim de Infância “O Girassol”, valência do Centro de Bem Estar Social da Paróquia de Sta.Cruz das Flores.

No Faial, Ana Luís e Tiago Branco dedicam o seu dia às reuniões com a Santa Casa da Misericórdia da Horta, a APADIF, o Lar das Criancinhas, a Casa do Povo da Feteira e o Centro Comunitário dos Flamengos.

Em São Jorge, a deputada Isabel Teixeira irá reunir com a Santa Casa da Misericórdia das Velas e da Calheta, o Instituto Santa Catarina e o Centro Social e Paroquial de Santo Antão. Na Graciosa, Manuel Ramos e José Ávila reúnem com as Santas Casas de Santa Cruz e da Praia da Graciosa e, ainda, com o Centro Social e Paroquial da Luz.

Os deputados eleitos pelo PS pela ilha Terceira reunirão com a Direção da Casa do Povo de Santa Bárbara, com o Centro Comunitário da Vila Nova, com a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo e com a Direção do Lar D. Pedro V.

Em São Miguel, os socialistas terão encontros de trabalho com as Santas Casas da Misericórdia de Ponta Delgada, Ribeira Grande, Lagoa, Vila Franca, Povoação e Nordeste. Além disso, irão reunir, também, com as Associações Alternativa, Kairós, Arrisca e Lar Luís Soares de Sousa.

Em Santa Maria, Joana Pombo e João Vasco Costa reúnem com a Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto, com a associação Salvaterra e com a IPSS Recolhimento de Santa Maria Madalena.

Na quinta-feira, 24 de fevereiro, pelas 14H30, os deputados João Vasco Costa e Joana Pombo irão reunir com o Conselho de Ilha da Santa Maria, na delegação da Assembleia Regional. Os deputados de todas as outras ilhas irão reunir, igualmente, com os respetivos conselhos de ilha, para abordar questões relacionadas com a Coesão Territorial.

Na sexta-feira, 25 de fevereiro, centrados no tema “Investigação, Desenvolvimento e Inovação” os deputados do PS eleitos pela ilha Terceira irão visitar o Parque de Ciência e Tecnologia TERINOV, pelas 10H00, visitando no mesmo dia o Pólo de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores.

Na ilha das Flores, José Eduardo reúne com a Ambiflores e, no Faial, os socialistas reúnem com o Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, a Fundação Rebikoff-Niggeler e a empresa Sea Expert.

No Pico, Miguel Costa e Mário Tomé visitam a empresa “Aqua dos Açores” e, em São Jorge, Isabel Teixeira vista a Escola Profissional da Ilha de São Jorge.

Na Graciosa, os deputados do PS reúnem com a Estação para Medição de Radiação Atmosférica (ARM) e em Santa Maria, os paramentares socialistas reúnem com a empresa EDISOFT.

Em São Miguel, os deputados do PS reúnem com a Administração do NONAGON, com a Direção da Escola INOVA-ENTA, visitando ainda o Campus de Ponta Delgada da Universidade dos Açores e a empresa Algicel.

O Programa Operacional dispõe de um envelope financeiro de cerca de 1.140 milhões de euros, em que 690 milhões de euros estão afetos a intervenções financiadas pelo FEDER e 450 milhões de euros pelo FSE+.

Para o PS, o período de programação financeira 2021-2027 é uma oportunidade única pelo montante de recursos financeiros à disposição da nossa Região, pelo efeito conjugado dos vários programas e instrumentos, designadamente o REACT-EU, que reforçou o PO 2020 ou o PRR.

Assim, a Região terá ao seu dispor, fruto de uma negociação feita pelo anterior Governo Regional da responsabilidade do Partido Socialista, quase o dobro dos fundos comunitários atribuídos no período entre 2014 e 2020.