José Leonardo faz balanço do 1.º ano de mandato

0
9
Foi em jeito descontraído que José Leonardo Silva fez um balanço do seu primeiro ano de mandato como presidente da Câmara Municipal da Horta (CMH).
Num convite diferente, juntou a comunicação social local para um almoço informal, no qual se falou sobre o ano que decorreu.
José Leonardo Silva foi eleito a 29 de setembro de 2013 mas apenas a 16 outubro tomou posse. Recorde-se que, no seu primeiro discurso enquanto presidente da CMH, prometeu potenciar espaços para diálogo, com espírito de abertura a consensos e à participação de todos, com especial enfoque nas áreas social e económica e no desenvolvimento das freguesias.
Durante a conversa com os jornalistas, o presidente recordou o que tem sido feito em várias áreas, relembrando a conjuntura económica atual, que em muito tem dificultado a vida deste governante.
Na área da Saúde, Comunidade e Cidadania, deu especial enfoque aos projetos “Faial Solidário”, “Novos Desafios”, “O Quintal”, “Faial Ativo” e“Presentes no Concelho”, bem como às ações de combate às dependências, nomeadamente no projeto “Pinta o Futuro”, e ao Fundo de Emergência Social, através do qual foi dado apoio a duas famílias no pagamento de rendas, a 50 famílias no âmbito do projeto “Recuperar” e a duas famílias na atribuição de habitações sociais.
No que à Educação e Juventude diz respeito, José Leonardo também fez questão de lembrar a criação do “Fórum Municipal da Juventude”, a realização do “Festival da Juventude: Concurso de bandas de garagem”, a criação de condições para o arranque do projeto “Autarca por um Dia” e a realização dos projetos “ Férias Fixes” e “Horta J”.
Nesta conversa, a área da Cultura e do Desporto não foram esquecidas, lembrando o aumento de 30% nos protocolos com instituições culturais e desportivas, num total de 51 entidades apoiadas no valor de cerca de 217 mil euros, a majoração de 10% na formação no âmbito da cultura e do desporto,a fusão da empresa “Hortaludus” com a “Urbhorta” e a dinamização do projeto “Faial Ilha de Tradições” nas freguesias, entre outros projeto executados.
No âmbito do Turismo e Ambiente, destacou as campanhas de exposição e degustação de produtos locais e receção dos turistas provenientes dos navios de cruzeiro no Terminal Marítimo da Horta; o reforço da aposta na Semana do Mar, nomeadamente com a introdução de melhorias ao nível da organização funcional e da dinamização com o concurso “Eco-tascas” e com a campanha “Valoriza os teus copos”; a criação de grupos de trabalho parcelares para a preparação dos 40 anos da Semana do Mar e a melhoria da rede de abastecimento de água às populações no âmbito das empreitadas em curso. 
No que toca às áreas Agricultura e Mar, o autarca fez  referência à criação do pelouro do Mar, Inovação e Empreendedorismo; ao reforço da rede de abastecimento de água à lavoura com a criação do novo posto que liga a Lomba da Cruz do Bravo ao Largo Jaime Melo; à promoção da Agricultura Biológica e Familiar no âmbito do Encontro do Mundo Rural e do projeto “O Quintal”; à elaboração do projeto de requalificação do Mercado Municipal; à dinamização da Comissão Náutica Municipal que promoveu e organizou a receção das regatas internacionais vindas de Sables e Lorient e ao projeto “Mare Nostrum” que terá o seu primeiro evento em novembro. De realçar também a referência feita pelo presidente ao Parque Empresarial, nomeadamente no que diz respeito à redução do IMI, IMT, tarifas de água e de resíduos para incentivar os empresários a instalarem os seus negócios naquela área; à criação do Gabinete Municipal do Investidor que conta já com 22 projetos de investimento local; e á criação do Fundo Próprio para atribuição às freguesias, num investimento de cerca de 650 mil euros por parte da CMH.
Do Planeamento, Requalificação Urbana e Rede Viária, José Leonardo Silva, salientou o processo de auscultação pública, amplamente participado e abrangendo todas as freguesias da ilha, dos projetos referentes ao concurso de ideias para a requalificação da frente mar da cidade da Horta e preparação do caderno de encargos. A implementação do projeto de saneamento básico no Bairro Mouzinho de Albuquerque e a conclusão da Reabilitação da Rede Viária e de Águas com incidência nas freguesias das Angústias, Cedros, Salão e Praia do Norte, foram outros dos projetos realizados pela CMH.
Contas feitas, José Leonardo mostrou-se satisfeito com o trabalho desenvolvido um ano após ter sido eleito pelos faialenses afirmando que “hoje, o Faial está melhor do que há um ano atrás”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO