Manutenção de caminhos agrícolas no Pico uma preocupação permanente do Governo dos Açores

0
6
DR-GaCS

A Diretora Regional dos Recursos Florestais afirmou que o

já investiu, na atual legislatura, 800 mil euros em manutenção de caminhos agrícolas na ilha do Pico, e acompanha com grande proximidade esta problemática, que constitui uma preocupação permanente, dada a importância destas infraestruturas para o desenvolvimento do setor agrícola.

“Apesar do trabalho que diariamente é feito na melhoria dos caminhos agrícolas, o Governo Regional continua focado no trabalho que ainda temos para fazer no Pico, sendo certo que todas as intervenções necessárias não poderão ser feitas em simultâneo”, salientou Anabela Isidoro, rejeitando as críticas do PSD, que acusou o Governo dos Açores de faltar à verdade sobre os caminhos agrícolas no Pico e não acompanhar devidamente esta matéria.

Anabela Isidoro frisou que, no Pico como nas restantes ilhas da Região, tem sido feito um acompanhamento de grande proximidade e de total disponibilidade para ouvir todos os agentes do setor, no sentido de procurar resolver todas as situações identificadas no mais curto espaço de tempo.

Particularmente na ilha do Pico, Anabela Isidoro salientou que os Serviços Florestais beneficiaram, no ano passado, cerca de 100 quilómetros de caminhos, proporcionando melhores condições de trabalho e segurança aos agricultores, bem como aos restantes utilizadores destas vias, como sejam os turistas.

“Gerimos uma rede de caminhos com 360 quilómetros. Cerca de 70% já estão pavimentados, mas, com o tempo, há um desgaste efetivo dos pisos. Estamos a intervir, mas não pode ser tudo feito ao mesmo tempo”, referiu Anabela Isidoro.

Com estas intervenções, o Governo dos Açores prossegue com a estratégia de beneficiação das infraestruturas públicas agrícolas, com impacto direto na melhoria das condições de trabalhos dos agricultores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO