Melhores dias virão…

0
16
Ricardo Madruga da Costa
DR/TI

Tinha-me esquecido que nos dias e semanas que se seguiram à pandemia – coisa de um passado já longínquo – recordam-se? dizia-se que no meio dos males que nos afligiam se abria uma oportunidade para tomarmos consciência quanto à necessidade de regressarmos ao que, insistente e repetidamente designávamos por “nova normalidade”. Por qualquer peçonha que o bicho derramou com inusitada abundância por esse Mundo de Deus, parecia que o susto se teria generalizado e estaríamos a tomar consciência que a persistente e destruidora asneirada universal se tinha apoderado sobretudo do pessoal do chamado mundo desenvolvido. Anos a fio de um desfiar de tolerância perante a derrocada destruidora do mundo que muitos pensavam ser imune à irresponsabilidade da sucessão de gerações em reboliço, não de séculos, mas de escassas décadas.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura