Museu de Angra edita terceiro Caderno de Conservação e Restauro

0
15
DR/GACS
DR/GACS

O Museu de Angra do Heroísmo (MAH) promove, durante este mês, o lançamento do terceiro número da série “Cadernos C-R”, da autoria da conservadora restauradora de Anahí M. Riera.

A edição, que conta com o apoio da Secretaria Regional da Cultura, Ciência e Transição Digital, através da Direção Regional da Cultura, é dedicada às singularidades de conservação de um dos mais emblemáticos capacetes militares, o “Pickelhaube”, conhecido em Portugal como capacete de espigão, de que o MAH detém vários exemplares recentemente intervencionados.

Estes cadernos visam sistematizar os pressupostos científicos subjacentes às ações de conservação e restauro, que pautam o quotidiano desta instituição, cujo acervo se caracteriza pelo seu ecletismo.

O primeiro caderno, publicado em novembro de 2020, intitulado “Critérios de Intervenção em Património em Metal”, abordava as noções de corrosão e de pátina e sistematizava os critérios de intervenção em peças de metal ou com componentes metálicos, de forma a estabilizá-las e a minimizar os efeitos dos agentes de deterioração.

Já o segundo, da autoria conjunta de Anahí M. Riera e Jaime Regalado, abordava as “Ações de Conservação em Património Militar de Artilharia”.

Os números já publicados encontram-se compilados ‘online’ no site do Museu de Angra do Heroísmo, que pode ser consultado no endereço eletrónico: https://museu-angra.azores.gov.pt/artigos.html.

É de salientar que a criação dos “Cadernos C-R” resulta da necessidade de harmonizar e estabelecer internamente novos procedimentos de conservação e restauro, partindo de intervenções coordenadas pelas técnicas da área que desempenham funções no Museu de Angra do Heroísmo.

Estas intervenções têm-se traduzido na recuperação de diferentes peças do espólio do Museu pertencentes a diversas Unidades de Gestão, com especial ênfase para a de “Militaria” e Armamento, concentrada essencialmente no Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima.

Paralelamente, pretende-se promover a partilha de experiências com entidades com as mesmas competências e disponibilizar informação válida e sistematizada ao público em geral.

A Direção Regional da Cultura informa, ainda, que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço: http://www.culturacores.azores.gov.pt/agenda/.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO