Natal com Tradição – Uma aposta ganha

0
5
TI
TI

O Município da Horta promove, anualmente, o projeto Natal com Tradição, uma iniciativa que pretende potenciar o nosso centro histórico, o nosso centro comercial ao ar livre.
Ano após ano, a autarquia introduz várias novidades, de forma a potenciar o dinamismo económico da cidade e do concelho, conseguindo assim, um maior atrativo turístico para a ilha do Faial.
O Natal é uma das épocas comerciais mais efervescentes do ano e, atendendo a que o recurso à Internet para a realização de compras é hoje uma tendência entre os consumidores, é de extrema importância que os comerciantes se adequem e modernizem.
Criar animação é uma forma de chamar as pessoas à rua e, com isto, potenciar o nosso comércio. E é isto que os atores que fazem parte do projeto Natal com Tradição, tentam fazê, sendo no entanto muitíssimo importante a participação dos próprios comerciantes.
Este ano, a iluminação natalicia sofreu algumas alterações. Ainda não é o que se pretende, mas já foram passos dados em frente, se tivermos em conta, que as novidades apresentadas foram da responsabilidade dos recursos humanos do município, que produziram as novas decorações nas oficinas da Câmara. É intenção da CMH estender a iluminação a outras ruas da cidade, como por exemplo à Rua das Angústia, e com outros motivos. Mas não foi possível ainda neste ano de 2019, tendo já sido assumido o compromisso, com os comerciantes daquela artéria, que tal acontecerá em 2019.
O festival de sopas foi, como se pôde constatar, um sucesso. Fo-ram 15 as sopas a concurso, em bancas originais e aprumadas, tendo o evento contado com cerca de 500 participantes, tendo obviamente o evento capacidade de sofrer ações de melhoria, que estou certo, serão implementadas em anos futuros.
O palco das boas vontades é um claro sinal de que as gentes do Faial estão disponíveis para ajudar quem precisa. Todos os artistas que por ali passaram doaram 50 euros a instituições de solidariedade social, contribuindo assim para os projetos dessas instituições.
Para além disso, não esqueçamos que, no dia 8 de Dezembro, Dia das Montras, a cidade se engalanou de barraquinhas de comes e bebes e artesanato. Estas barraquinhas foram exploradas por instituições e associações de cariz social que vêem neste projeto uma forma de angariarem fundos para a prossecução das suas atividades.
A CMH está atenta a estas questões, e reconhece estas pessoas que se dão a estas causas, sem pensar em si e que, em vez de desfrutarem da festa que lhes é proporcionada, dão do seu tempo em prol dos outros.
Este ano e mais uma vez, a autarquia conseguiu reduzir a pegada ecológica da festa. Os eco copos voltaram a estar em campo e, até no Festival de Sopas, foram utilizados plásticos reutilizáveis no habitual modelo de caução, uma medida em boa hora implementada por este município, cabendo à autarquia e aos Faialenses, o desafio da Horta ser o primeiro município da região a abolir os plásticos de utilização única, nas festas públicas realizadas.
O programa das festas não terminará, sem que antes tenha lugar um dos pontos altos, a passagem de ano, com o espetáculo piro musical que, se o tempo ajudar, atrairá imensas pessoas à nossa cidade para brindar o ano novo.
A todos desejo um Feliz Ano de 2019, repleto de Paz, Amor, Carinho e Compreensão.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO