O reordenamento do saco e da baía do Porto da Horta, ou mais uma vez gato por lebre?

0
1

Começo por dizer que não sou especialista nem em Portos ou Aeroportos, mas tenho as minhas opiniões sobre estes, e outros assuntos, hoje vou abordar o tema do Porto da Horta e o seu reordenamento, que passados 4 anos, e em vésperas de eleições, teve um avanço, ou não, como demonstrarei mais abaixo.
Sempre que passo no Porto Novo fico com um amargo de boca por não ter feito nada, de forma a ter impedido que aquela obra tivesse começado sem que os Faialenses se manifestassem contra a mesma nos moldes que foi feita. O que nos foi mostrado, e prometido, não foi nada daquilo, e está mais que provado, que o Porto novo, não serve os interesses do Faial, do Triângulo nem do Turismo dos Açores, sim sou ambicioso, queria mais, muito mais, queria o que nos prometeram, no mínimo.
E porque, o mais que quero, é em prol do Faial, não posso deixar, nem os Faialenses podem deixar, que esta obra do reordenamento seja feita em 2, 3 ou 4 fases, e sem um verdadeiro reordenamento.
Se é verdade que o nosso Aeroporto tem de ser melhorado, o nosso Porto é juntamente com este as duas maiores âncoras da nossa economia, quer no transporte marítimo de passageiros, mais de 400 000 pessoas atravessam o canal anualmente, quer a nível de transporte de carga contentorizada, quer através da nossa Marina, pequena e sem solução neste novo reordenamento, quer na questão das Marítimo Turísticas, quer ainda na questão do Porto de Pescas.
Reordenar a Baía e Porto da Horta e não comtemplar já o aumento do Clube Naval é mais uma vez atirar areia aos olhos dos Faialenses, não basta aparecer nos aniversários, e na Semana do Mar a elogiar, e depois não tomarem posições firmes em defesa deste, não contemplando já a melhoria desta infraestrutura, já para não falar da promessa do Centro de Treino de Alto Rendimento na área dos Desportos Náuticos, mais uma das promessas que foi feita há 4 anos pelo PS.
Reordenar a Baía e Porto da Horta e não contemplar o reordenamento da zona onde estão sediadas as Barracas das Marítimo Turísticas, é continuar a enganar os Faialenses, ver, como já vi, pessoas equipadas com fatos de mergulho a terem de se deslocar mais de 100 metros para terem de ir à casa de banho, que ficam situadas por detrás de barcos que se encontram a ser reparados, certamente esta não é uma imagem nada digna que se dá do nosso Turismo.
Reordenar a Baia do Porto da Horta, e não contemplar o que foi prometido, com a eliminação do cotovelo que a Doca tem, que tornaria esta capaz de receber os Cruzeiros que ficam fora do Porto Novo, é mais uma vez enganar os Faialenses. Continuar a não fazerem o que prometeram, e que é de inteira justiça, é dar mais uma machadada na nossa economia. Como todos sabem, muitos destes Cruzeiros, ou quase a sua totalidade, é composto por pessoas de idade mais avançada, quando estes tem de descer escadas, entrar num barquinho pequeno, fazer viagem ate ao Porto e vice-versa, muitos deles preferem ficar no Navio, com esta obra, seriam muitos mais a sair do mesmo e sentar-se nas nossas esplanadas, andar de Táxi, nos Autocarros, ou entrar na Foto Jovial e comprar uns souvenirs, ou outra coisa qualquer num outro estabelecimento, é disto que a nossa economia precisa, de que quem nos visita tenha possibilidade de gastar dinheiro nela.
Soube há dias, que a nossa Doca tem alguns problemas estruturais, com rachas e buracos em várias zonas da mesma, e que um temporal pode causar mais danos ou mesmo inviabilizar a operação do mesmo, porque é que no Faial, e sabendo quem manda, que é preciso uma intervenção na mesma, já não se contempla estas reparações? A quem interessa as segundas, terceiras e quartas fases? É que em muitos dos casos nem a primeira fase acabam, basta ver a Variante, a iluminação continua por ser colocada.
E a instabilidade que o Porto Novo causou no interior da Baía, com os navios Porta Contentores agora a rebentarem espias constantemente quando está mar de Norte ou Oeste, a Doca mais segura aos ventos e ondulação dos Açores ficou mais vulnerável, este ano tivemos alguns dias Mega Iates e Veleiros fora da Feteira, por não conseguiram estar na nossa Doca, com estas intervenções agora previstas vai melhorar, ou um dia destes os Navios Porta Contentores vão passar a deixar os mesmos em São Roque do Pico, ou a intenção é retirar o tráfego deste para outras paragens onde o combustível é mais barato, numa clara oferta desleal entre ilhas?
Onde está neste projeto o pontão que iria ser contruído em frente à Lota, para dar apoio à Pesca?
Onde vão ancorar os imensos Iates que em maio e junho não tem lugar na nossa Marina e que ficavam ancorados no meio da Baía?
Onde vão atracar os Mega-Iates que passam todos os anos pelo nosso Porto, no projeto de 2007, sim de 2007, do Arquiteto Tomás Salgado, e que pode ser consultado na página www.norigem.pt ficavam em frente à antiga Gare, e no pontão que iria sair da cabeça do molhe da Marina Nova, e agora?
Onde está o Travel-lift de 75 toneladas, prometido há 4 anos?
Onde está neste projeto a reabilitação das infraestruturas da APTO, refiro-me aos barracões que ficam ao lado da Lota, vai-se criar mais uns edifícios junto ao Hotel Canal, e aqui há que dizer que finalmente retiram da frente deste o estaleiro, com brandais a fazerem barulhos, rebarbadoras, berbequins, lixadeiras entre outras ferramentas, e para não falar do lixo, tintas e resinas espalhadas pelo chão, madeiras, enfim, enquanto alguns deles estão votados ao abandono e com potencial enorme a vários níveis?
Isto não é reordenar coisa nenhuma, isto é continuar a enganar quem quer ser enganado.
Domingo, antes de votar, pense nos seus filhos, nos seus sobrinhos nos seus afilhados que vão para fora estudar e depois não encontram trabalho aqui, pense se é isso que quer para as gerações futuras, e depois de pensar nisto tudo, vote em consciência.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO