Orçamento para 2021 marca entrada em “era de rigor” nas obras públicas dos Açores

0
13
DR/PSD
DR/PSD

O deputado do PSD/Açores Paulo Silveira referiu-se, esta quarta feira, ao Plano e Orçamento para 2021, como garantia “da entrada numa nova era de rigor, planeamento e gestão criteriosa dos dinheiros e das obras públicas” na Região.

O social democrata elogiou “a mudança de paradigma, que pretende uniformizar procedimentos de contratação pública, nas empreitadas de obras públicas e na aquisições de bens e serviços, concentrando as grandes obras públicas num único departamento governamental”.

Segundo Paulo Silveira, “os Açores precisam de investimentos públicos que respondem a quem deles necessitam e aspiram”, e deu como exemplo “o que acontece em relação à ilha de São Jorge, em termos de obras públicas e nas mais diversas áreas e setores”.

“É assim com a proteção e reforço da orla costeira da ilha, com a beneficiação e recuperação de trilhos, os investimentos no equipamento do Museu Francisco Lacerda, a dragagem do Porto da Calheta e estudo da sua baía, a beneficiação e pavimentação das estradas regionais e os investimentos no aeródromo de São Jorge”, elencou.

“Igualmente as verbas para a beneficiação de infraestruturas do Centro de Saúde de Velas, deixado ao abandono pelo governo do PS, uma grande preocupação pelas condições em que trabalham atualmente os seus profissionais e pelos cuidados de saúde prestados aos seus utentes. É preciso agilizar os procedimentos da intervenção”, afirmou Paulo Silveira.

Da mesma forma, “esperamos as melhores respostas às necessidades das ilhas sem hospital, com incentivos à fixação de médicos de família, a garantia de consultas de especialidade, o agendamento de cirurgias, a deslocação de doentes e respetivos acompanhantes”, acrescentou.

Na Agricultura, o social democrata destacou a melhoria dos caminhos agrícolas, o abastecimento de água à lavoura, o apoio aos setores produtivos e cooperativos”, assim como “os apoios na produção, promoção e comercialização do queijo de São Jorge, nossa grande marca de referência”.

O deputado louvou também “as verbas inscritas para a construção do novo Matadouro de São Jorge, que finalmente será uma realidade, e igualmente a construção de currais de vacinação de gado nas freguesias do Norte Grande, Norte Pequeno e Santo Antão”, disse.

Paulo Silveira referiu ainda a melhoria prevista nas infraestruturas do porto de pescas do Topo, e alertou para a necessidade de intervir de forma urgente no passo da Lagoa da Caldeira de Santo Cristo.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO