Ordem dos Enfermeiros alerta para a necessidade de atualização e cumprimento dos planos de contingência

0
21
DR/OE
DR/OE

Por: Ordem dos Enfermeiros dos Açores

A Ordem dos Enfermeiros dos Açores vem alertar para a necessidade de se atualizar e fazer cumprir escrupulosamente os planos de contingência nas instituições da região.
O Presidente do Conselho Diretivo Regional, Enfermeiro Pedro Soares, refere ter recebido diversos “alertas da existência de falhas” e realça que “nesta fase em que estamos, é de extrema importância que as nossas instituições tenham planos de contingência adequados, atualizados e que sejam efetivamente aplicados na prática. Estamos já a dialogar com algumas instituições e com a tutela, no sentido de haver uma correção efetiva de algumas situações detetadas no terreno e que nos preocupam.”
“É preciso que se entenda que um bom plano de contingência numa instituição, devidamente aplicado, é fundamental. Estamos a falar da diferença entre agir reagindo ou agir com planeamento, e é isto que permite um combate eficaz e assertivo, com o mínimo de falhas”, acrescenta ainda Pedro Soares.
A Ordem dos Enfermeiros considera que tais incumprimentos poderão condicionar ainda mais as já tão difíceis condições em que os Enfermeiros e outros profissionais estão a trabalhar, o que se traduz também numa potencial ameaça à capacidade de resposta e à qualidade dos cuidados prestados à nossa população. A Ordem enaltece, contudo, o tão meritório trabalho dos Enfermeiros nas comissões de elaboração destes planos, bem como o empenho de todos os profissionais de saúde que desde o primeiro momento se têm esforçado no sentido de fazer cumprir as mais adequadas medidas.
A Ordem dos Enfermeiros continuará permanentemente atenta a estas situações, reiterando a sua disponibilidade para colaborar com a tutela e com as instituições no sentido de se otimizar os procedimentos em vigor.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO