Os donos disto tudo – Alterações ao Programa Estagiar U

0
24
TI

TI

Já há muito o Governo Regional sobre a batuta do seu mentor socialista, Vasco Cordeiro, tem-se vindo a afirmar na Região como os donos disto tudo! São eles quem dispõem a seu belo prazer numa sociedade açoriana onde a presença do setor público impera, num governo sem rumo e sem estratégia!
No passado dia 13 de Abril foi publicado em Jornal Oficial as alterações ao programa Estagiar U, programa este destinado a jovens estudantes residentes na Região, com idade não superior a trinta anos à data da apresentação da candidatura, que frequentem o ensino universitário em cursos que confiram o grau de licenciatura ou mestrado ou ainda frequentem cursos de pós-graduação. Até então o programa Estagiar U tinha uma duração de 1 mês, com uma compensação pecuniária igual ao salário mínimo regional (atualmente fixado nos 609€) e com uma carga horário de 35 horas por semana.
Com a resolução do conselho de governo nº 35/2018 de 13 de Abril o programa estagiar U passa a ter uma redução de 15 horas semanais. Como se isto não bastasse ainda existirá uma redução de 50% do valor recebido pelos jovens, ou seja, na prática um jovem passa a receber 304,50€ pelo seu estágio. Em entrevista ao Correio dos Açores a diretora regional do Emprego e Qualificação Profissional diz “O Estagiar U é um estágio de aprendizagem.”, ora bem acha a senhora diretora regional um programa de aprendizagem, mas mesmo assim reduz de 35 para 20 horas por semana (4 horas diárias de trabalho) achando, portanto, que este é o tempo suficiente de aprendizagem.
Não se deve ser contra os programas de estágio uma vez que estes são uma grande ferramenta de integração e aprendizagem dos mais novos. No entanto, não se deve erguer a bandeira quando deles se precisa. Não há quem sobreviva à negação deste governo que esconde a realidade das coisas, camuflando-as. Com o único objetivo de sobreviver na sua redoma de poder, vamos regredindo sem saber. Isto é apenas o levantar do véu de um problema maior.

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO