Sou Escuteiro. Porquê?

0
8
TI

Ser escuteiro não é mais do que ansiar ser sempre melhor, não é mais do que sentir o desejo de ganhar asas e voar. Para um escuteiro não há impossíveis, porque ele, com a sua força e a sua fé é capaz de ultrapassar todos os obstáculos.

O escuteiro é aquele que no meio da multidão marca a diferença porque sorri, porque tem sempre boa disposição de espírito, porque contagia a todos com a sua alegria. É aquele que ama a natureza e a aventura, e parte em busca do rumo novo e novas ideais em cada atividade. É aquele que não desiste, que não desanima, que cria, que inventa, que deixa voar todos os pensamentos. O Escutismo é um espaço de liberdade com responsabilidade onde os jovens partilham as decisões sobre o próprio percurso educativo. Podemos perguntar o que continua a levar, hoje, em todo o mundo, 40 milhões de jovens e menos jovens ao Escutismo?
Revejo-me nos ideais escutistas da fraternidade, do sentido dos outros, do respeito pela natureza e da busca da felicidade. Procuro vivê-los enquanto cidadão, mas foi enquanto escuteiro que os desenvolvi e interiorizei. Como é que um movimento com mais de 100 anos continua a seduzir jovens em todo o mundo?
A resposta é simples e óbvia é porque tem tido a capacidade de se auto reinventar, atualizando-se e mantendo os seus princípios essenciais. Uma resposta mais formal dirá que o Escutismo, enquanto movimento educativo, utiliza uma metodologia, o método escutista, criado por Baden-Powell, que foi pedagogicamente visionário e que continua eficaz e atual.
A resposta que mais interessa, a dos jovens escuteiros, será, quase inevitavelmente, porque nos escuteiros podemos fazer “coisas”. O Escutismo é um espaço de liberdade com responsabilidade onde os jovens partilham as decisões sobre o próprio percurso educativo, escolhendo os seus trilhos e alcançando cada objetivo a que se propõem. É a adesão voluntária a este compromisso que permite que aceitem e contribuam para projetos que, caso lhes fossem “impostos”, eles rejeitariam. As crianças e os jovens precisam de conhecer e testar os seus limites e no Escutismo isso é possível!
O escutismo é uma forma de estar na vida, uma forma de mostrar aos jovens que existem outros caminhos para além das drogas leves ou do consumo excessivo de álcool, caminhos que nos fazem sentir úteis, caminhos que nos tornam a nós, e aos que nos rodeiam pessoas muito mais felizes e cheias de motivos para sorrir.
Enquanto instituição aceitamos valores como o respeito por todas as pessoas independentemente da cor da sua pele ou da sua classe social, a generosidade para com todos que pedimos diariamente a Deus na nossa Oração do Escuta, a amizade que une os Escuteiros do mundo inteiro, a solidariedade… são exemplos de valores que defendemos e que pomos em prática pois acreditamos que nos ajudarão a “deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrámos”, cumprindo assim a vontade do nosso fundador B.P. Estes valores estão bem vivos no interior do mais pequeno dos lobitos até ao mais antigo dos chefes!
As palavras começam a escassear para descrever aquilo que torna um escuteiro diferente de todas as outras pessoas… poderia distinguir-nos a pureza de coração, a espontaneidade de atos, a amizade, a alegria, a delicadeza… mas é todo um conjunto de fatores, de lições que aprendemos que marcam essa diferença! 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO