Parlamento dos Açores interrompe plenário ‘online’ e trabalhos retomam na 2.ª-feira

0
13

A Assembleia Legislativa dos Açores interrompeu esta sexta feira os trabalhos parlamentares ‘online’, ao fim de quatro dias de debate, e vai retomá-los na segunda-feira, atendendo à extensa agenda, que integra 35 pontos.

A decisão foi tomada em conferência de líderes parlamentares e anunciada esta sexta feira pela presidente da Assembleia Legislativa, Ana Luís, no final dos trabalhos de hoje, que foram interrompidos por volta das 19:00 locais (20:00 em Lisboa).

O adiamento do debate para a próxima semana é uma decisão pouco comum na Assembleia Legislativa Regional que, por norma, se reúne de terça a sexta-feira, mas que raramente se prolonga para além de quatro dias consecutivos.

A medida foi tomada, em parte, pelo facto de os deputados estarem reunidos ‘online’, através de um sistema de videoconferência, a maioria dos quais a partir das suas casas, devido às restrições nas ligações áreas, impostas em período de pandemia de covid-19, ao contrário do que acontece nos plenários presenciais, em que os deputados têm de se deslocar até à sede do parlamento, na cidade da Horta, ilha do Faial.

A sessão legislativa desta semana, a segunda realizada em maio, através do sistema de videoconferência, foi interrompida na altura em que se discutia um projeto de resolução do PSD, que recomenda ao Governo Regional, liderado pelo socialista Vasco Cordeiro, a realização de um inquérito serológico à população açoriana, para se descobrir a percentagem de portadores assintomáticos da covid-19.

O parlamento dos Açores, onde o PS tem maioria absoluta, é composto por 57 deputados, em representação do PS, PSD, CDS, BE, PCP e PPM e uma deputada independente.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO