Parque de Invernagem e Reparação Naval, um projeto há muito reivindicado pelos faialenses

0
48
blank

No passado dia 16 de fevereiro, o presidente da Câmara Municipal da Horta (CMH), acompanhado pelo presidente do Conselho de Administração da Portos dos Açores S.A. (PA), visitou a antiga pedreira da doca do porto da Horta,
local que verá nascer o Parque de Invernagem e Reparação Naval, projeto previsto no primeiro Plano Estratégico aprovado na PA.

É na antiga pedreira da doca que a PA planeia executar um parque de reparações e invernagem (estacionamento prolongado a seco) de embarcações de recreio e um parque de contentores de segunda linha para consolidação e desconsolidação de mercadorias. Está a decorrer a fase de desmatação e limpeza, com a retirada de detritos e equipamentos inoperacionais acumulados ao longo de décadas.

O presidente da CMH, que se deslocou ao local para verificar a evolução do processo, lembrou que este é um projeto há já muito reivindicado por vários operadores portuários, bem como pelo tecido empresarial. De acordo com Carlos Ferreira, o município apoiará esta operação, nomeadamente com recursos humanos e materiais, e espera da parte do Governo Regional o apoio necessário e célere para que o projeto seja concretizado. O edil entende que o parque será uma grande mais-valia para o Porto da Horta, “determinante para a afirmação do Faial, dos Açores e de Portugal a nível do Atlântico”, acrescentando este empreendimento potenciará o surgimento de novas empresas e emprego, “podendo a Escola do Mar desempenhar aqui um papel muito importante ao nível da formação e qualificação para estas profissões.”

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura