Plenário – PSD/Açores congratula-se com políticas estruturais de Saúde do Governo “numa lógica visionária”

0
17
blank

A deputada do PSD/Açores Salomé Matos congratula-se com “o programa do XIII Governo Regional que apostou de forma inequívoca em várias áreas estruturais dentro do vasto setor da saúde, numa lógica visionária”.

A parlamentar falava na sessão de perguntas ao Governo Regional com resposta oral sobre a saúde, que arrancou o Plenário de Julho da Assembleia Legislativa dos Açores. O debate assentou em três temas específicos como o Serviço Regional de Saúde, prevenção e combate às dependências, saúde mental.

Para Salomé Matos, “temos assistido a um desenvolvimento de uma política de saúde centrada na promoção da saúde, na prevenção da doença e na adequada gestão de recursos numa lógica visionária que passa por aumentar, revalorizar e aproveitar a capacidade de resposta do Serviço Regional de Saúde”, reforçou.

A deputada social-democrata saúda o Governo Regional por “privilegiar sempre a população, atendendo que os cuidados de saúde primários são essenciais numa política de saúde bem estruturada, organizada, tanto numa medicina preventiva, como na educação para a saúde, a par da prestação de cuidados de saúde a todos os açorianos, uma política de proximidade dos centros de saúde aos utentes”.

Salomé Matos enaltece também as medidas adotadas no que concerne à contratação e fixação de profissionais de saúde, com especial enfoque na medicina interna, pela sua abrangência, “permitindo fazer face a várias frentes desde consultas, a internamentos, prevenção, cuidados de saúde a doentes agudos em situação de emergência, cuidados paliativos e doenças crónicas”, acrescentou.

“O fato de ilhas como a Graciosa e Santa Maria poderem contar nas Unidades de Saúde com o reforço de médicos especialistas em medicina interna das suas equipas multidisciplinares, que têm vindo a ser reforçadas, configura-se como um passo inovador e auspicioso da clara melhoria do nível de oferta em termos de saúde às populações destas ilhas, ao nível das consultas, do internamento e do atendimento urgente”, acentuou a parlamentar social-democrata.

A esse propósito, Salomé Matos entende que a “contratação destes especialistas constitui um importante recurso para as unidades de saúde com urgência nas ilhas sem hospital, em complementaridade com os profissionais de medicina geral e familiar”