Praia da Vitória – PS sem capacidade política para gerir o futuro dos praienses

0
52
DR/PSD
DR/PSD

Os deputados do PSD na Assembleia Municipal da Praia da Vitória votaram contra o Plano e Orçamento para 2021, alegando que “o executivo camarário socialista continua a demonstrar falta de capacidade para uma boa gestão do Município”.

Segundo os social-democratas, o documento apresentado “é uma grande repetição de projetos, demonstra falta de credibilidade e, por parte do PSD, não merece confiança para o futuro”.

“O orçamento continua sem reconhecer o trabalho das Juntas de Freguesia do concelho, que permanecem com acordos de delegação de competências desajustados da realidade”, refere a bancada liderada por Bruno Nogueira.

Para os deputados eleitos pelo PSD, a Câmara Municipal não consegue fazer investimento “sem a ajuda de fundos comunitários, recorrendo sucessivamente a empréstimos para fazer face a responsabilidades como a rede viária ou manutenção da rede escolar e do património municipal”, explicam.

“Estes 14 anos de PS confirmam uma gestão desastrosa do município” e, mesmo após a auditoria do Tribunal de Contas (TdC) à situação financeira da Câmara Municipal da Praia da Vitória publicada em 2018, “o executivo camarário decidiu manter uma postura arrogante, desvalorizando as recomendações daquele órgão soberano da democracia”.

Os social democratas recordam que, nesse ano, “o presidente da Câmara da Praia da Vitória contestou a posição do TdC, dizendo mesmo que ia interpor uma ação judicial e acusando o TdC de fazer juízos de valor e uma interpretação errada da lei”.

E acrescentam que, passados dois anos, “a Câmara voltou atrás e acatou as recomendações do TdC, internalizando o que consideramos ser uma gestão paralela, que leva uma fatia de mais de três milhões do orçamento camarário anual”.

“Passados dois anos, é o próprio Partido Socialista quem dá razão ao PSD”, concluem.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO