Presidente da Assembleia subscreve Declaração da CALRE que condena Rússia e expressa apoio incondicional à Ucrânia

0
71
blank

O Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Luís Garcia,
subscreveu hoje a Declaração da CALRE sobre a atual situação na Ucrânia, que “condena
fortemente a declaração de guerra da Rússia” e “expressa apoio incondicional e solidariedade à população ucraniana”.

A declaração da Conferência das Assembleias Legislativas Regionais da Europa (CALRE)
“lamenta a morte de civis e soldados” e manifesta “preocupação com os riscos do agravamento da situação humanitária naquele País”.

O documento, enviado esta tarde aos presidentes das instituições europeias, pretende fazer jus aos valores europeus defendidos pela CALRE, bem como pressionar os líderes europeus no sentido de uma tomada de posição conjunta de condenação da agressão russa, em particular durante o Conselho Europeu que reúne ao final do dia de hoje.

Os representantes dos parlamentos regionais europeus que subscrevem o documento urgem ainda o Conselho Europeu “a encontrar uma solução coletiva” e “a providenciar a necessária assistência à Ucrânia”, considerando que a declaração de guerra sobre aquele país “viola abertamente a Carta das Nações Unidas, bem como os acordos de Minsk”.

Assinada pelo Presidente Luís Garcia enquanto representante de Portugal na CALRE, esta
declaração foi também assinada por todos os representantes dos Países membros daquele
organismo representativo dos parlamentos regionais europeus, nomeadamente Áustria, Bélgica, Finlândia, Alemanha, Itália, Portugal e Espanha, para além do Presidente da CALRE, Jean- Claude Marcourt, e do seu Vice-Presidente, Gustavo Matos Expósito.