PS/Açores assume como prioridades para a retoma a “proteção da saúde, do emprego e da economia”

0
6
DR/PS
DR/PS

No âmbito de um debate parlamentar sobre o balanço da atual legislatura, promovido pelo PCP, José San-Bento destacou os “avanços” e “progressos” alcançados pela Governação socialista nos últimos quatro anos e garantiu que no futuro o Partido Socialista vai assegurar uma retoma que tem “prioridades claras: a Proteção da saúde, a proteção do emprego e a proteção da economia”. O vice-presidente do Grupo Parlamentar lamentou a incapacidade da oposição para fazer “criticas construtivas” e dar “contributos” que possam melhorar a vida dos Açorianos.

“O PS participa neste debate com uma atitude de humildade democrática, uma atitude própria de quem sabe que nem tudo o que faz é bem feito ou atinge os objetivos que pretendíamos”, reconheceu José San-Bento, lamentando que alguma oposição não tenha sugestões e que “utilize um Furacão e uma pandemia para descaraterizar a realidade e para desmerecer o mérito da Governação socialista”.

José San-Bento confrontou as criticas da oposição com dados concretos: “Nós somos os campeões do emprego no País – aquilo que nós fizemos na sequência da pandemia, aquilo que nós fizemos ao nível da proteção do emprego, ao nível da preservação do rendimento, ao nível da defesa dos trabalhadores (….) e mesmo perante inúmeras dificuldades, nós não nos esquecemos da questão dos precários (…) e ainda recentemente integramos mais de 400 precários na administração regional”.

O deputado do PS/Açores recusou o diagnóstico feito pelo deputado comunista considerando que desvalorizou o que tem sido feito em termos de Coesão: “Nós temos tido uma política de Coesão Territorial que aposta em infraestruturas. Ao nível da Coesão Social, temos trabalho feito ao nível de equipamentos e de serviços, principalmente em ilhas mais remotas e, também, ao nível da Coesão Económica, temos garantido apoios e discriminações positivas como fator de igualdade”.

Para o PS, acrescentou o parlamentar, “o combate às desigualdades não é só em relação aos rendimentos das pessoas ou ao acesso a oportunidades é também um combate às desigualdades entre territórios, ou seja, entre ilhas e concelhos”. Os Açores são uma Região Ultraperiférica e arquipelágica e por isso o PS tem desenvolvido “uma Política de Coesão assente na Coesão Territorial, na Coesão Social e na Coesão Económica”, referiu o parlamentar socialista.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO