PS em visita à APTO, SA – Alterar a Lei de Finanças Regionais é impensável

0
7

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista estiveram reunidos na manhã de segunda-feira com o Conselho de Administração da APTO, SA.

Após a reunião, que durou cerca de 1 hora, o líder parlamentar disse aos jornalistas ser contra a revisão da Lei de Finanças Regionais, alegando que, no actual momento de crise do país, isso poderia resultar numa diminuição substancial de verbas para a Região Autónoma.

Berto Messias apontou farpas a Mota Amaral a propósito das declarações recentes sobre a pretensão de alterar a lei para voltar ao modelo anterior de financiamento, lei essa que o “PS/Açores defende que deve ficar, neste momento, exactamente como está.”

Segundo Berto Messias (NA FOTO), a abertura de um processo de revisão da lei que regula o financiamento entre o Estado e os Açores, quando o país está sujeito a um forte escrutínio de entidades externas, implicaria um risco acrescido que é completamente desnecessário.

A reunião com a APTO pretendeu, em primeira instância, perceber o andamento dos investimentos da administração portuária que estão a decorrer nos Açores.

Esta visita aconteceu numa altura em que as administrações portuárias estão em processo de fusão, conforme o Tribuna das Ilhas já anunciou, e que permitirá, reduzir o número de administradores da empresa, o que se traduz numa redução da despesa em cerca de 12 milhões de euros.

A obra de requalificação do porto da obra, é um investimento de cerca de 33 milhões de euros, que, no entender do Parlamentar, “vai mudar por completo a frente marítima da cidade da Horta. É uma obra que vem transformar o concelho, permitindo mais desenvolvimento, porque estamos numa fase em que a margem para irresponsabilidades financeiras e dinheiro mal gasto é abaixo de zero”, concluiu Berto Messias.

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO