PS garante que não está prevista qualquer Parceria Público-Privada para os Açores

0
12

O líder parlamentar do PS/Açores garantiu, esta sexta-feira, que o Governo Regional não pretende criar mais nenhuma Parceria Público-Privada na Região, isto a propósito das declarações de que Marques Mendes no seu programa de opinião da TVI.

Berto Messias considera que Marques Mendes “destilou ódio à Autonomia ao assumir-se como porta- voz oficioso do PSD/Açores, desta feita alegando com uma suposta intenção do Governo Regional de criar Parcerias Público-Privadas na Região”.

Messias.

Em conferência de imprensa, inicialmente marcada para abordar o Aeroporto da Horta, o presidente da bancada socialista adiantou que esta atitude se percebe o porquê de, em conferência de líderes, o PSD/Açores ter rejeitado que o diploma do Código de Acção Social fosse discutido no Parlamento.

O líder da bancada socialista sublinhou ainda que “o Governo Regional dos Açores não pretende criar qualquer nova Parceria Público-Privada na Região” e vai mais longe ao afirmar que “só com má-fé é que se acredita que um Código de Acção Social pode criar qualquer Parceria Pública Privada, que precisaria, para existir, de regulamentação própria e específica.

Importa frisar ainda que nos Açores existem três Parcerias Público Privadas: uma respeitante ao projecto rodoviário na ilha de São Miguel, outra, relativa à construção do Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo e, por fim, a mais recente, relativa ao Centro de Radioterapia dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO