PS trava subida dos custos de exportação de animais vivos para os produtores Açorianos, realça Joana Pombo

0
16
blank

Joana Pombo destacou, esta quarta-feira, que as propostas de alteração do Partido Socialista dos Açores a uma proposta legislativa do PSD, aprovadas no Parlamento Açoriano, “permitirão manter os custos de exportação de animais vivos, quando a proposta inicial do PSD/Açores iria agravar os custos do transporte marítimo de animais aos produtores Açorianos”.

A proposta do PSD/Açores pretendia, essencialmente, aumentar a área disponível para transporte de gado e aves de capoeira em contentor, algo que no entender do PS já foi salvaguardado no passado, tendo sido atingido uma boa relação custo-benefício.

A deputada socialista, que falava em plenário, na cidade da Horta, realçou que esta proposta do PSD iria “encarecer ainda mais os custos aos produtores Açorianos”, num momento em que “se verificam já aumentos de custos dos combustíveis e das matérias-primas”, o que “poderia, no limite, inviabilizar algumas explorações agrícolas Açorianas”.

A parlamentar do PS rejeitou que a proposta inicial do PSD/A “compensasse os produtores através da valorização da carne Açoriana, tal como queria fazer parecer o Secretário Regional, António Ventura”, reforçando que “este não é o momento de complicar a vida aos nossos produtores”.

Lembrando as medidas implementadas pelo Partido Socialista nas legislaturas anteriores, que permitiram assegurar o bem-estar dos animais transportados por via terrestre e marítima, a socialista destacou ainda “o elevado investimento feito pelos Governos do PS na rede de abates, com melhoria e construção de matadouros e salas de desmancha, em todas as ilhas do arquipélago”.

Joana Pombo lembrou que os governos do PS efetuaram, igualmente, “a Qualificação Comunitária de Identificação Geográfica Protegida (IGP) da Carne dos Açores”, tendo-se verificado, entre janeiro de 2021 e janeiro de 2022, “um aumento de abates de animais IGP em 18,9%, em detrimento do aumento do abate dos animais não IGPs em 12,9%”.

A deputada do PS alertou para o “decréscimo brutal da exportação de animais vivos, devido às apostas dos Governos do PS na rede de matadouros”, que passaram dos “46 mil animais exportados vivos em 2005, para apenas 9 mil em 2020”, tendo-se verificado um “crescimento significativo da exportação de animais abatidos, com maior valor acrescentado para os produtores e para a economia Açoriana”.

“Tendo em conta os aumentos dos custos de produção para todos os produtores Açorianos, resultante da situação mundial que atravessamos, de pandemia e de guerra, não nos parece justo nem adequado que os produtores Açorianos devessem assumir mais custos com as suas atividades e foi isso que o PS salvaguardou”, finalizou a deputada do PS eleita por Santa Maria, Joana Pombo.